Sexta-feira, Junho 14, 2024
Sexta-feira, Junho 14, 2024

Doce da Bina reconhecido como o melhor dos melhores

Data:

Partilhar artigo:

O que começou por ser uma necessidade, cresceu por paixão. A nazarena Silvina Moreira criou a marca Doce da Bina, em Brejos de Azeitão, como complemento à sua atividade laboral e acabaria por vir a tornar-se numa referência no negócio das compotas. Nos “palmarés”, já constam mais de 40 de prémios, entre os quais o melhor dos melhores.

O que começou por ser uma necessidade, cresceu por paixão. A nazarena Silvina Moreira criou a marca Doce da Bina, em Brejos de Azeitão, como complemento à sua atividade laboral e acabaria por vir a tornar-se numa referência no negócio das compotas. Nos “palmarés”, já constam mais de 40 de prémios, entre os quais o melhor dos melhores.

“Em 2012 ganhei a primeira medalha de ouro com a compota de figo, que foi a primeira a ser feita“, conta Silvina Moreira, que registou a marca em 2008 quando decidiu fazer dos doces um negócio “a sério”. “Quando estava a trabalhar como funcionária pública fazia as compotas à noite para no outro dia levar para as minhas colegas“, recorda Bina, como é tratada carinhosamente, que herdou o gosto pela doçaria da avó paterna, a nazarena Júlia Bombas.

Região de Cister - Assine já!

As compotas revelaram-se um sucesso, ao ponto de a nazarena, a residir no concelho de Setúbal desde 2006, trocar o gabinete de Relações Públicas da Presidência do Conselho de Ministros por uma cozinha industrial. À compota de figo, seguiu-se a de abóbora, a de tomate, a de laranja, a de malagueta, a de Pera Rocha e Moscatel de Setúbal… são já 42 referências diferentes. 

Depois das compotas vieram as apostas na doçaria artesanal, com os biscoitos – os Ésses de Azeitão e os binários de laranja e limão– e a torta de Azeitão, alcançando, igualmente, um lugar de destaque nos concursos por onde têm passado.

Recentemente, Silvina Moreira viu o seu trabalho na área da doçaria reconhecido com um prémio internacional, com a distinção “Great Taste Producer” nos “Ésses de Azeitão”, atribuída pelos Prémios Britânicos “Great Taste Awards – 2020”. No mesmo concurso, também as compotas de morango e de pimento encarnado foram distinguidas com uma estrela. “Até a receita dos Ésses de Azeitão ficarem no ponto foram precisos dois anos”, revela a empresária, que confeciona as iguarias comercializadas pela marca.

Os “Ésses de Azeitão” são, aliás, os mais premiados da marca, com uma dúzia de distinções, obtidas em Portugal e no Reino Unido. Mas, a compota de tomate não lhe fica atrás: foi premiada, no passado mês de outubro, como a “Melhor dos Melhores” do 9.º Concurso Nacional de Doces de Fruta Tradicionais Portugueses. 

Para Silvina Moreira, os prémios representam um “reconhecimento do esforço” e uma “motivação” para continuar.

Os doces de Bina estão à venda por várias mercearias gourmet de norte a sul do País, mas também já chegaram a Bélgica, França, Espanha e Bahrein. 

AD Footer

Artigos Relacionados

GNR apreende 334 artigos contrafeitos em São Martinho do Porto

O Posto Territorial da Guarda Nacional Republicana (GNR) de São Martinho do Porto apreendeu, esta quinta-feira, em São...

Reportagem do REGIÃO DE CISTER ganha prémio nacional

A reportagem “Tornaram-se autênticos heróis na arte de cuidar dos (seus) heróis”, da autoria do jornalista Rafael Raimundo,...

Menopausa

A negligência na nossa vida reprodutiva, que já agora, só é valorizada quando podemos ter filhos, é uma...

Nazareno Miguel Vieira é bicampeão nacional pelo Benfica

O Benfica sagrou-se bicampeão nacional de sub-15, no passado domingo, depois de vencer o Marítimo (2-1) e assegurar...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!