Quinta-feira, Julho 7, 2022
Quinta-feira, Julho 7, 2022

Bailarina Mafalda Ribeiro ruma a Londres para realizar sonho

Data:

Partilhar artigo:

O talento, o foco e a determinação vão levar Mafalda Ribeiro até Londres, onde vai ter a oportunidade de conquistar o grande sonho de ser bailarina profissional.

Depois de ter passado por uma audição muito rigorosa, Mafalda Ribeiro, de 17 anos, natural de Monte de Bois, na freguesia do Bárrio, vai entrar na London Studio Center, uma das escolas de dança e de teatro mais prestigiadas do mundo, onde vai ter formação com alguns dos melhores profissionais da área. A bailarina do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez, de Leiria, vai frequentar a licenciatura de Theatre Dance, com especialização em Jazz, durante três anos, onde vai ter também contacto com outros jovens talentos.

O sonho começa em setembro. A bailarina vai deixar a família, os amigos e a terra natal para rumar até à capital do espetáculo e lá vivenciar novas experiências e desafios.

“Nesta escola vou ter a oportunidade de crescer e também de explorar novas áreas, tais como o canto ou o sapateado”, refere Mafalda Ribeiro, em declarações ao REGIÃO DE CISTER. A paixão pela dança começou muito cedo.

Com apenas 5 anos, a alcobacense começou a ter aulas de ballet com Annarella Sanchez, em Alcobaça, e com 10 anos teve a certeza de que era a dançar que via o seu futuro. Foi a partir daí que começou a levar a dança mais a sério e a provar que é preciso mais do que talento para se conseguir chegar onde se ambiciona.

“Foi difícil conciliar os estudos com as aulas de dança, mas a vontade prevaleceu sempre”, recorda a jovem bailarina. Apesar de ter passado por diversas modalidades durante a sua formação, como o ballet clássico e a dança contemporânea, o jazz é a que mais a atrai e à qual se pretende agora especializar.

Depois de concluir a licenciatura em Londres, Mafalda Ribeiro pretende fazer espetáculos em cruzeiros durante algum tempo. “O turismo é uma área que também me fascina”, explica. “Além disso, é uma oportunidade para explorar novos países”, acrescenta. O objetivo seguinte é dançar nos palcos das maiores salas de espetáculo do mundo.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Central-periférica abre portas em Alcobaça a artistas em situação de risco

Um dos edifícios do centro histórico de Alcobaça está a dar “teto” a artistas internacionais. É ali, mais...

Dois detidos por tentativa de furto a residência em Famalicão

O Comando Territorial de Leiria, através do Posto Territorial da Valado dos Frades, deteve esta terça-feira dois homens...

Futebol: Ginásio fica pelas meias-finais no Inatel

O Ginásio caiu nas meias-finais do taça nacional da Fundação Inatel. Os azuis soçobraram na deslocação ao reduto...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!