Segunda-feira, Maio 27, 2024
Segunda-feira, Maio 27, 2024

Intervenção no Monte São Brás justificada com “corte sanitário”

Data:

Partilhar artigo:

A intervenção na área envolvente ao Monte de S. Bartolomeu ou de S. Brás, que tem causado grande impacto visual, é justificada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), pela necessidade de remoção de árvores mortas ou enfraquecidas devido ao ataque de pragas e doenças.

A intervenção na área envolvente ao Monte de S. Bartolomeu ou de S. Brás, que tem causado grande impacto visual, é justificada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), pela necessidade de remoção de árvores mortas ou enfraquecidas devido ao ataque de pragas e doenças.

Os trabalhos em curso estão relacionados com a realização de um corte sanitário. “Esta operação além de fazer parte do que são as boas práticas florestais é também legalmente obrigatória no âmbito do previsto no DL n.º 95/2011, de 8 de agosto na sua atual redação”, justificou fonte do ICNF à autarquia, que instou aquele organismo sobre a “suposta intervenção”.

Região de Cister - Assine já!

A mesma fonte garantiu que os danos na paisagem são de “carácter temporário” e informa que as espécies afetadas são maioritariamente acácias. Após a conclusão dos trabalhos de exploração florestal inerentes ao corte fitossanitário, “será feita uma avaliação ao impacto dos mesmos” e será levado a cabo os “trabalhos de estabilização considerados necessários, assim como eventual adensamento com espécies folhosas autóctones”, atesta.

O assunto foi discutido na última sessão da Assembleia Municipal e na última reunião de Câmara. O vereador com competências delegadas no pelouro do Ambiente explicou que após ter sido informado por munícipes e após deslocação ao local, foi “evidente que a intervenção gerou, pelo menos, impacto visual”.  E dado que a entidade gestora da área é o ICNF, Orlando Rodrigues questionou as razões que levaram aquele organismo a desenvolver “a ação perpetrada” e “se a mesma poderia ser atenuada”, recordando que o município da Nazaré despoletou, há quase um ano, o processo de classificação do Monte de São Bartolomeu como local de Interesse Municipal, que se encontra sob análise do próprio Instituto.

Em resposta, foi garantido à autarquia que “os trabalhos em curso não colocam em causa o processo de classificação”. O ICNF considerou até que “a não realização dos mesmos colocaria em causa o estado fitossanitário da mata e esse sim é, em conjunto com os fogos e o abandono de resíduos de construção e demolição, a grande ameaça à sustentabilidade e biodiversidade da Mata Nacional do Valado da qual faz parte o monte de S. Bartolomeu”.

O local esteve classificado até 2008 pelo seu interesse histórico, tendo em conta as ligações à lenda da imagem de Nossa Senhora da Nazaré, e pelo interesse religioso, enquanto local de romagem e peregrinação. Em finais de 2010, o Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade colocou em discussão pública o processo de reclassificação do sítio na tipologia de Monumento Natural. Esse processo deveria ter sido finalizado até outubro de 2012, o que não aconteceu. E uma vez que o prazo de dois anos para a reclassificação cessou, a câmara e a assembleia municipal aprovaram em maio do ano passado iniciar novo processo de reclassificação.

AD Footer

Artigos Relacionados

Alcobaça tem quatro farmácias que apoiam famílias em situação de carência

Quatro farmácias do concelho de Alcobaça integram o Programa abem: Rede Solidária do Medicamento, da Associação Dignitude, que...

Tradições ribeirinhas recriadas para dar mais vida à Cela Velha

A vida na Cela Velha não é propriamente um corrupio, mas, uma vez por ano, e há 36...

Praias de Água de Madeiros, Légua, Pedra do Ouro e Salgado mantêm selo Zero Poluição

A Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável divulgou, na passada semana, a lista de praias classificadas como Zero...

Mercearia das Paredes muda de mãos e abre todo o ano

Mesmo em frente ao mar, em Paredes da Vitória, reabriu, no início deste mês, a Mercearia das Paredes,...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!