Terça-feira, Agosto 16, 2022
Terça-feira, Agosto 16, 2022

Uma “tasca” em alta rotação movida a gasolina e… caracol

Data:

Partilhar artigo:

Costuma dizer-se que quem anda à velocidade do caracol não chega propriamente rápido ao destino. Mas, por paradoxal que possa parecer, neste caso concreto essa regra não se aplica. Falamos da “Tasca do Século”. Situado nos Carris, em Évora de Alcobaça, o espaço alberga duas componentes de negócio: umas bombas de gasolina e um café/snack bar.

Este conteúdo é apenas para assinantes

Por favor, assine ou entre na sua conta para desbloquear este conteúdo.

A ideia surgiu de Daniel Francisco e Lucinda, com o casal a iniciar a atividade no dia 31 de julho de 1994, então com o nome de “Ponto de Encontro. Os filhos, Jacinto, Daniel e Tiago, também deram um forte contributo, e quatro anos mais tarde o local foi alvo de algumas obras de ampliação. No entanto, em 2000, a família decidiu arrendar o café a particulares, continuando apenas com a gestão do posto de combustível.

Até que, em 2007, Tiago e Sílvia, já casados, voltaram a pegar no negócio, mudando, então, o nome para “Tasca do Século”. E daí para cá contaram sempre com a ajuda de Jacinto, irmão de Tiago, e de Diogo, irmão de Sílvia, bem como de Mariana, mãe de Sílvia, e dos restantes colaboradores.

Foram feitas obras de requalificação e melhoramento e o espaço ficou ainda mais apelativo. O negócio continuou em crescendo. Sempre a encher depósitos de combustível, esta família passou também a encher… os copos e os estômagos dos muitos clientes que ali passam diariamente. A imperial e os caracóis são o mote para o momento de descanso e/ou de recarregar baterias, sendo que há dias em que não cabe, literalmente, mais ninguém. O espaço, que já não é pequeno, fica à pinha! E atrás do balcão, onde trabalham várias pessoas da família de Tiago e de Sílvia, não há mãos a medir.

“Felizmente temos muito trabalho e isso tem-nos dado bastante sucesso. Sou eu que faço os caracóis em casa, tal como as pizzas, as pessoas gostam e acabam por vir mais vezes. Tem sido tanta gente que agora só temos caracóis de quarta-feira a sábado. Se fosse todos os dias, era uma loucura e não tínhamos tempo para descansar”, confessa Sílvia ao REGIÃO DE CISTER.

A opinião é corroborada pelo marido, Tiago, que, ainda assim, sublinha a dedicação que oferecem à atividade laboral. “Temos um ambiente familiar no café. Quase todos se conhecem. Até costumo dizer que isto é um vício. Já não sabemos viver sem isto. E o giro é que têm passado aqui várias gerações ao longo dos anos, hoje servimos imperial a miúdos que, em pequenos, vinham comprar gomas”, confessa, entre sorrisos, o proprietário. Que, quase em uníssono com a mulher, ainda conclui: “Há momentos nesta casa que contados ninguém acredita”.

A “Tasca do Século”, onde pontificam jogos tradicionais como o snooker, os matraquilhos, as setas e as cartas, até já apostou em karaoke, música ao vivo e dj’s, mas agora é tempo de dedicar um pouco mais de atenção à família e de aproveitar a vida.

Imperial, caracóis, tapas, tremoços e pevides não faltam. Tiago e Sílvia “atestam os depósitos” e a viagem pelos Carris segue em alta rotação…

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Capotamento de veículo provoca um ferido em Alfeizerão

O capotamento de um veículo ligeiro de passageiros, ocorrido na manhã desta terça-feira, na curva junto à Pousada...

Tradição de Santa Susana recriou jogo de hóquei com… burros

A tradição ainda é o que era, pelo menos em Turquel. As comemorações em honra de Santa Susana,...

Jovens participam em ações de sensibilização e limpeza de praias na Nazaré

Arranca, esta terça-feira, o projeto "A Praia é nossa. O responsável és tu!, da Câmara da Nazaré, integrado...

Alemão e grego dinamizam projeto com objetos de praia em Alcobaça

“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se tranforma”. A célebre frase de Antoine Lavoisier pode...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!