Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023

Obras da Casa dos Calados, no Juncal, deverão ficar concluídas dentro de um ano

Data:

Partilhar artigo:

Acolheu a sede da Real Fábrica do Juncal em 1770, foi destruída durante as invasões francesas e reconstruída em 1811. Até ao início da década de 1990 funcionou como casa agrícola e, desde então, entrou em degradação. Duas décadas depois de ter sido adquirida pelo Município de Porto de Mós, a Casa dos Calados vai transformar-se num espaço dedicado às artes, à cultura, à criatividade e à inovação, que vai acolher residências artísticas, projetos de cowork, workshops e ateliês para ofícios como a cestaria ou a olaria, podendo mesmo vir a integrar a Rede Europeia de Hubs Criativos.

Este conteúdo é apenas para assinantes

Por favor, assine ou entre na sua conta para desbloquear este conteúdo.

As obras de requalificação tiveram início há cerca de um ano e a conclusão está prevista para o final do ano de 2023 ou para o primeiro trimestre do ano seguinte.

“Queremos que seja um espaço que aponte para o futuro e que crie oportunidades para o concelho com a vinda de artistas e criativos de outros países”, destacou o presidente da Câmara de Porto de Mós, Jorge Vala, durante uma visita ao local, que aconteceu na passada quinta-feira.

A intervenção abrange toda a estrutura da casa, da qual estão incluídos os edifícios da casa principal, a abegoaria, a adega, o lagar, o telheiro, a casa do forno, assim como os espaços comuns. Além das zonas destinadas às artes e aos saberes tradicionais, o projeto arquitetado por Rafael Calado, membro da antiga família proprietária da casa, inclui também a construção de uma biblioteca/mediateca, um museu de louça e cerâmica representativa da região, um espaço de recriação de atividades da antiga Real Fábrica do Juncal, um salão nobre na casa principal para receções e ainda um “FoodLab” e uma loja que serão instalados na zona do lagar de azeite. Já o espaço da adega será mantido e destinado para a organização de eventos e para ser incluído nas rotas turísticas.

Região de Cister - Assine Já!

“Inicialmente não se sabia muito bem o que iria ser feito aqui, pensou-se num museu no momento em que se realizou a compra da casa. No entanto, considero este projeto bem mais interessante do que o inicial”, sublinhou Rafael Calado. “Há exemplos fantásticos de espaços como este pela Europa fora”, defendeu o arquiteto, que está ligado a hubs criativos europeus.

Adjudicada por 1,3 milhões de euros, valor que poderá vir a aumentar devido à inflação, a requalificação da Casa dos Calados está a ser realizada com recurso aos cofres da Câmara de Porto de Mós. “É um grande investimento para o Município”, referiu Jorge Vala. “Este espaço tem um valor enorme, foi aqui que nasceu o Juncal, e não me perdoaria se o perdêssemos. É por isso que fazemos este esforço”, acrescentou o social-democrata.

A casa histórica da vila do Juncal foi adquirida pelo Município em 2002, durante o último mandato de José Ferreira.

 

 

 

AD Footer

Artigos Relacionados

Andar com o escritório numa mão

Fábio Filipe tinha duas opções: passar das funções de club manager para área manager de um clube de...

‘Dragão’ Stephen Eustáquio marca e conquista Taça da Liga de futebol

Stephen Eustáquio teve papel bastante importante ao apontar o primeiro golo na vitória que deu ao FC Porto...

Oonify abre espaço dedicado à formação na Nazaré

A Oonify abriu, recentemente, na Nazaré, um novo espaço de formação, a que chamou de "Oonify Space". O novo...

Sons Com(n)Sentidos ouvem-se agora nos cavaquinhos e percussão da Cercilei

Em cima do palco, os homens apresentam-se de suspensórios, as mulheres levam uma bandolete na cabeça. Todos vestem...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!