Quinta-feira, Setembro 28, 2023
Quinta-feira, Setembro 28, 2023

Falta de ponto no Rio Areia “causa” prejuízos de 3 milhões de euros

Data:

Partilhar artigo:

Podem ascender aos 3 milhões de euros os prejuízos na colheita de fruta em Valado dos Frades, onde a ponte do Rio da Areia está interdita desde dezembro do ano passado. O vereador da CDU em substituição, António Caria, voltou a questionar, na passada segunda-feira em reunião do executivo, a maioria socialista quanto ao início das obras da travessia. A Câmara garante que está para breve.

Este conteúdo é apenas para assinantes

Por favor, assine ou entre na sua conta para desbloquear este conteúdo.

O alerta para a necessidade de a ponte ser restabelecida já tinha sido feito pelo vereador da CDU, João Paulo Raimundo, em várias reuniões do executivo. O autarca estima que a situação inviabilize a colheita de 100 toneladas de fruta, calculando ainda que a falta da travessia possa impactar quase uma centena de pessoas.

O presidente da Câmara explicou que o período de audiência prévia para ouvir as empresas que concorreram à construção da obra já terminou, estando os serviços da Câmara a aguardar documentação da empresa à qual foi adjudicada a obra, o que permitirá avançar para a assinatura do contrato e, a breve prazo, para a empreitada.

Walter Chicharro lembrou ainda que o trânsito de veículos pesados “coloca pressão desmesurada” sobre esta e outras pontes do concelho da Nazaré.

Região de Cister - Assine já!

Desde a interdição da ponte que a travessia no local é feita por baixo do tabuleiro da A8, mas a solução implica percorrer uma distância bastante maior, o que encarece os custos de produção. Por outro lado, a alternativa inviabiliza as manobras dos veículos pesados.

Foi tornado público pelo vereador e vogal dos Serviços Municipalizados, Orlando Rodrigues, no final do mês de fevereiro, que a ponte teria de ser demolida, depois de estar interdita há mais de dois meses. A decisão foi tomada com base na inspeção técnica do Laboratório Nacional de Engenharia Civil à infraestrutura.

Na passada segunda-feira, o vereador António Caria dos Santos (CDU) alertou para o facto de “as proteções estarem a ser arredadas e os veículos continuarem a passar”, ignorando o perigo. O comunista pediu à maioria socialista o reforço dos pontos de interdição.

Em comunicado, há cerca de um mês, a Junta de Freguesia de Valado dos Frades informava os fregueses que o prazo para adjudicar a obra terminou a 12 de julho e que “o período expectável para a execução desta obra rondará os três a quatro meses após o seu início”. Aquela autarquia garante ainda que “tudo tem feito para que este equipamento seja colocado ao serviço de todos os fregueses o mais rapidamente possível”, e que “continuará a acompanhar o processo”.

Desde a construção da ponte da A8 que surgiram desafios nas margens do Rio da Areia, onde se verificam problemas de sustentação das águas e consequente alagamento de terrenos agrícolas.

AD Footer

Mega

Artigos Relacionados

Mega

Uma das frases mais batidas do capitalismo que nos une e tanto nos separa é: “não há almoços...

Na Ribafria mora um clube “de excelência”

De excelência (uma vez mais). Foi assim que a Ribafria foi reconhecida na gala da Associação de Futebol...

Seleção trouxe a prata da Superfinal Europeia em Itália

A Seleção Nacional feminina perdeu com a congénere da Espanha (2-3), no passado domingo, sagrando-se vice-campeã da Superfinal...

Biblioteca vence Torneio Liz sport a jogar em casa

A Biblioteca foi a grande vencedora da 2.ª edição do Torneio Lizsport, que decorreu durante o passado fim...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!