A arte pelas mãos de Joaquim Norberto

Joaquim Norberto constrói obras de arte em madeira há mais de 20 anos. E tem um sonho: “Quero construir o Mosteiro de Alcobaça em madeira, o que demorará cerca de um ano a fazer”, revelou o artesão ao REGIÃO DE CISTER.
A paixão deste habitante do Bárrio pela arte de construir peças à mão começou aquando de uma viagem da filha aos Estados Unidos. Na deslocação ao aeroporto, Joaquim Norberto viu uma peça que o inspirou e decidiu começar a produzir as suas próprias obras.
“Mais tarde, fui visitá-la à América e trouxe muitas ideias novas”, acrescentou o artesão, que na época trabalhava numa EMPRESA da região como operador de máquinas e também na agricultura. Hoje, é aposentado e quando a saúde lhe permite, dedica-se à construção destas peças, tendo já no seu portefólio um total de 200, que estão divididas entre as casas dos seus quatro filhos e também na sua própria casa, em Pinhal Fanheiro, onde se localiza a sua oficina. 
A construção das peças é exclusivamente realizada à mão com madeira que lhe é cedida por empresas da região. As peças mais emblemáticas são o presépio e o santuário de Fátima, mas parte da sua coleção fazem também imagens de pessoas, veados, mobílias em miniatura, bicicletas, carros antigos e ainda coches. “Estas peças são vivas, funcionam realmente”, referiu Joaquim Norberto.
Apesar de ter frequentemente propostas para vender as suas obras, Joaquim Norberto nunca cedeu. O artesão é também muito solicitado para expor estas peças em diferentes eventos da região, como a Feira de São Bernardo e festas de aldeias. “Nos dias 14 e 15 deste mês as minhas obras vão estar expostas no Parque dos Monges”, conta, orgulhoso. 

Artesão quer construir mosteiro em madeira