Doces de Alcobaça na corrida às 7 Maravilhas Doces de Portugal

Sete doces de Alcobaça passaram à fase seguinte no concurso das 7 Maravilhas Doces de Portugal. Das 907 candidaturas às 7 Maravilhas Doces de Portugal foram apurados 420 candidatos.

A cornucópia de Alcobaça (doce festivo), a cornucópia de Maçã (doces de inovação), coscorões (doce festivo), a delícia de Frei João (doce de colher e doce à fatia), merendeira doce da Benedita, mais conhecida por “brindeira doce” (biscoitos e bolos secos), o pão-de-ló de Alfeizerão (doce de território) e o pudim de São Bernardo (doce de colher e doce à fatia) foram os doces selecionados para seguir para a segunda fase de votação.

A lista dos 420 doces será reduzida a sete doces por distrito ou região autónoma, chegando à lista final 140 doces que avançarão para votação do público. O painel de especialistas é constituído por 140 personalidades, sete de cada distrito e regiões autónomas. Esses 140 doces serão revelados a 7 de maio e serão votados pelo público em 20 programas de daytime, a emitir em direto pela RTP, nos meses de julho e agosto. De cada programa na RTP sai um pré-finalista que passa às semifinais. 

Uma das novidades desta edição é o "Grande Júri", órgão de deliberação constituído por sete figuras do espaço mediático, que será responsável pela da repescagem de oito candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas apurados pelo público, resultando numa lista de 28 pré-finalistas. Por sua vez, os 28 pré-finalistas serão divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, dois programas em direto na RTP1. Em cada semifinal serão apurados os 7 doces que tiverem mais votos. Nesta fase, os sete elementos do "Grande Júri" assumem grande preponderância, comentando e provando os Doces. A gala finalíssima decorre a 7 de setembro e será transmitida pela RTP1, em horário nobre, sendo eleitos 7 doces pelos portugueses como 7 Maravilhas de Portugal ® .