Frango assado do Anastácio servido com 44 anos de tradição

Ainda são muitos os alcobacenses que “religiosamente” escolhem o frango assado do “Anastácio” para a ementa do almoço de família de domingo. A churrasqueira é um dos espaços comerciais mais emblemáticos da cidade e há razões para isso: há 44 anos que Anastácio e Joaquina Mateus não têm mãos a medir.

A churrasqueira, situada na Rua Afonso Lopes Vieira, continua a ser o ponto de encontro de muitos alcobacenses e há quem não falte uma semana. “Temos pessoas que nos procuram todas as semanas”, garante o empresário, notando ainda assim que os frangos assados – o seu produto de referência – já tiveram “mais saída”. “Ao domingo chegávamos a vender mais de uma centena de frangos assados, mas agora o número é ligeiramente mais baixo”, revela António Anastácio ao REGIÃO DE CISTER, notando que a pandemia até acabou por dar um “empurrão” ao negócio. 

“Estamos a faturar mais durante o período de pandemia e até já houve um domingo em que tive de recusar vender mais frangos assados porque depois não teria mais de reserva para o dia seguinte”, conta o comerciante, que partilha com a mulher a gerência da “casa” há 44 anos, após um investimento num outro espaço comercial.

“Antigamente este espaço era um armazém”, explica o alcobacense, recordando que ao longo dos tempos o espaço teve de sofrer remodelações. “Inicialmente abrimos com um espaço amplo e sem divisões, mas mais tarde fomos obrigados a criar uma divisão entre a parte de churrasqueira e a parte de mercearia”.

Mas não é só pelos famosos frangos assados na brasa que os clientes ali se dirigem. O espaço comercializa também produtos hortículas, frutas, pão, sumos... em síntese, uma loja “para compras produtos de última hora”. “Devido ao parque de campismo também acabamos por receber muitos clientes ingleses, franceses, belgas e de muitos outros países”, afirma Anastácio Mateus.

“Pelos gestos conseguimos falar e a língua diferente nunca foi um entrave para vender mais um frango ou mais algum produto de mercearia”, atira o proprietário do estabelecimento.

Há mais de quatro décadas que o casal apenas goza uma folga semanal e dez dias em setembro. “O resto do ano estamos sempre a trabalhar”, confessa, com orgulho.

Enquanto Anastácio Mateus assa os frangos, Joaquina Mateus, tratada carinhosamente por “D. Chica”, atende os pedidos dos clientes. “Por vezes chegamos a ter uma fila muito grande e é aí que os clientes acabam por falar uns com os outros porque só se encontram aqui”, assevera a comerciante, contando que ainda faz fiado. “Há três clientes que beneficiam de um estatuto de confiança.

São clientes de sempre”, confessa, considerando que  o “Anastácio” é um espaço que marca “velhos e novos”. “Houve um dia em que uma jovem nos disse que quando voltava a Alcobaça não podia ir embora ser comer um frango assado do Anastácio”, revela o empresário, que acabou por oferecer o frango à jovem como gesto de gratidão.

E porque vender ao público “não é só dizer bom dia e o preço a pagar, há que saber estimar os clientes”, diz. Podemos então encomendar dois frangos para as 13 horas no domingo?