Três alunos do concelho de Alcobaça seguem para a final do Concurso Nacional de Leitura

Já foram selecionados os alunos que vão representar a região Oeste na final do Concurso Nacional de Leitura. Dos oito finalistas, três são do concelho de Alcobaça: Mariana Dias, Simone Blidari e Simão Margato arrecadaram um lugar na última etapa do concurso que desafia os jovens a ler mais e melhor.

A sessão da fase intermunicipal para os alunos das escolas da região Oeste foi organizada pela Biblioteca Municipal de Arruda dos Vinhos e realizou-se através da plataforma Zoom. A sessão, com mais de três horas, consistiu apenas em “Provas Palco” de breve leitura e interpretação e resultou na eleição de oito estudantes, dois de cada ciclo de ensino, para a final nacional.

O aluno Simão Margato, da Escola Básica do Vimeiro, foi um dos dois vencedores na categoria do 1.º ciclo de ensino. “O morcego bibliotecário” da autora Carmen Zita Ferreira foi a obra analisada pelo estudante do 4.º ano, que participou na competição pela primeira vez.

“Quando recebi o convite da minha professora fiquei muito satisfeito e foquei-me mais na leitura. Mas apesar do esforço não esperava ser um dos finalistas”, conta o aluno. A preparação para o concurso incluiu toda a família, sendo que Simão partilhou momentos de leitura com os avós, os pais e o irmão. “Ajudaram-me a entender onde podia melhorar. Agora tenho de continuar a trabalhar para representar bem o Oeste na final”, acrescenta.

Na categoria de 2.º ciclo, foi a estudante Mariana Martins, do Agrupamento de Escolas de São Martinho do Porto, que conquistou um lugar na fase final. A aluna foi posta à prova com a obra “Sem rede” de Margarida Fonseca Santos e foi uma das duas vencedoras.

Já Simone Blidari, aluna da EB2/3 Frei Estêvão Martins é a estudante mais “velha” do concelho de Alcobaça a concurso. “O rapaz dos sapatos prateados”, de Álvaro Magalhães, foi a obra analisada pela estudante do 7.º ano. “Participo pela segunda vez no Concurso Nacional de Leitura devido ao gosto que tenho pela literatura. Livros de aventura e sobre a 2.ª Guerra Mundial são os meus favoritos”, revela. Embora “muito nervosa”, Simone Blidari acreditou nas suas capacidades. “Os outros alunos eram muito bons, mas tentei manter-me calma e confiar que estava a dar o meu melhor”, recorda. A aluna não esconde o “orgulho” por estar entre os finalistas, mas sublinha que é necessário manter-se focada para fazer uma boa prestação na final. “Vou trabalhar para melhorar e estar ao nível dos meus colegas. Quer ganhe ou não, a experiência foi muito boa”, atira.

A final vai decorrer a 5 de junho em Oeiras, no entanto a calendarização poderá sofrer alterações devido à situação pandémica.