Escolas de Alcobaça distinguidas em concurso da OesteCIM

Três escolas do concelho de Alcobaça foram distinguidas no Concurso de Empreendedorismo nas Escolas, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Oeste. Projetos trabalhados nas escolas EB2/3 Frei Estêvão Martins (Alcobaça), EB1 de Aljubarrota e Externato Cooperativo da Benedita mereceram a distinção.

Alcobaça foi, de resto, o segundo concelho da OesteCIM com mais projetos apresentados (30).

Na categoria de 1.º Ciclo, a EB1 de Aljubarrota obteve o 2.º e o 3.º lugares, com os projetos “Sensor Inteligente (um medidor da qualidade do ar) e “Escova de Dentes” (com um sistema de avaliação de higiene oral), respetivamente. A escola recebeu, ainda, Menções Honrosas para os projetos “Codibarra” (uma aplicação para sistemas Android que mede a qualidade saudável dos produtos através do código de barras) e “Dronaques” (um drone de vigilância para prevenir episódios de bullying e outros cenários nas escolas). A EB1 de Aljubarrota foi ainda distinguida como Escola Mais Criativa e Escola Mais Empreendedora.

Na categoria de 3.º ciclo, a EB2/3 Frei Estêvão Martins (Alcobaça) venceu o 1.º lugar com o projeto “Quercubaça”, que aposta na produção de farinha de bolota para diversos usos, maximizando um recurso de grande valor nutricional, biológico e saudável que existe em quantidade nesta região. “A apanha da bolota contribuirá para a preservação dos carvalhais da região e para a sua reflorestação com espécies do género Quercus (carvalhos, sobreiros, azinheiras)”, lê-se no descritivo do projeto que, deste modo, faz eco ao trabalho seminal de Joaquim Vieira Natividade.

Na categoria de ensino secundário, foi distinguido o projeto “Ovipinto - Chocadeira Circular Automatizada”, desenvolvido por alunos do Externato Cooperativo da Benedita, “consiste numa chocadeira circular automatizada, que permite o controlo das variáveis temperatura, humidade e movimentos. A forma da chocadeira é circular. Este aspeto tem vantagens em relação aos equipamentos habituais que são retangulares e o sistema de virar os ovos ocupa muito espaço”, refere o documento submetido ao concurso.

“Estas distinções da OesteCIM enchem de orgulho o Município de Alcobaça, graças ao engenho e proatividade dos jovens alunos do nosso concelho. Este reconhecimento alimenta a nossa esperança para o futuro de Alcobaça, pelo que a Câmara Municipal gostaria de dirigir uma palavra de agradecimento aos alunos, pais, professores e toda a comunidade escolar que contribuiu para que estes jovens reunissem as condições para projetar as suas ideias de uma forma consistente”, destaca a vereadora da Cultura da Câmara de Alcobaça, Inês Silva, que fez um périplo pelos estabelecimentos de ensino.