Quinta-feira, Julho 7, 2022
Quinta-feira, Julho 7, 2022

Equipa da Biblioteca Municipal deve ser reintegrada

Data:

Partilhar artigo:

A equipa técnica da Biblioteca Municipal da Nazaré deve ser reintegrada em funções nos próximos meses. O Tribunal do Trabalho deu razão a duas técnicas que foram despedidas no ano passando, devendo a decisão sobre os outros dois processos em curso, relativos a um técnico bibliotecário e uma técnica de biblioteca, ser conhecidos nos próximos dias.

A equipa técnica da Biblioteca Municipal da Nazaré deve ser reintegrada em funções nos próximos meses. O Tribunal do Trabalho deu razão a duas técnicas que foram despedidas no ano passando, devendo a decisão sobre os outros dois processos em curso, relativos a um técnico bibliotecário e uma técnica de biblioteca, ser conhecidos nos próximos dias.

A Câmara da Nazaré estuda a possibilidade de apresentar um recurso, mas o presidente Walter Chicharro já afirmou que as decisões judiciais podem colocar “em causa a sustentabilidade da empresa municipal” Nazaré Qualifica.

Além da reintegração dos antigos funcionários, a empresa municipal terá de proceder ao pagamento de indemnizações por danos patrimoniais e devolver à Segurança Social as verbas relativas aos subsídios de desemprego dos funcionários em causa desde abril de 2014 até à presente data. Ou seja, em causa estarão várias dezenas de milhares de euros, a que acrescerá, ainda, o aumento da despesa no orçamento da empresa municipal já para este ano.

Aquando da dispensa dos funcionários, em fevereiro do ano passado, a maioria socialista na Câmara da Nazaré procurou estancar a polémica, assegurando que se tratava de um procedimento corrente de não renovação dos contratos, evitando a expressão “despedimentos”, argumento contrariado pela oposição. O presidente da Câmara insiste que nos contratos assinados existe uma cláusula resolutiva e que os vínculos seriam por três anos, mas o Tribunal discordou.

“Consideramos que temos razão, mas teremos de equacionar os transtornos que podem revelar um recurso, porque a decisão em primeira instância leva-nos a ponderar. Pode estar em causa a sustentabilidade financeira da Nazaré Qualifica”, salienta Walter Chicharro.

Contactado pelo REGIÃO DE CISTER, o presidente do PSD/Nazaré recusou comentar o caso. “Enquanto o assunto não estiver totalmente esclarecido em tribunal não tomaremos qualquer posição”, declarou Joaquim Pequicho.

No Facebook, o advogado Adelino Granja abordou o processo: “Não comento a questão jurídica nem a minha intervenção inicial na defesa de alguns funcionários da Biblioteca Municipal. Mas não posso deixar de expressar a minha felicidade contra a arrogância do ‘gabinete júridico’ da Câmara e da empresa municipal que tratou os trabalhadores e quem os acompanhava sem a dignidade merecida. Considero uma grande derrota para o representante jurídico da Câmara”.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Que regressem as festas

Creio que nunca, como este ano, senti tanta vontade de festejar nem nunca tinha percebido nos outros esta...

Acidente entre ligeiro e pesado causa um ferido em Alcobaça

Um acidente de viação, ocorrido na manhã desta quinta-feira, em Alcobaça, provocou ferimentos ligeiros a uma mulher de...

“Runset” vai fazer mexer Alcobaça com percurso de trail

O próximo dia 16 de julho promete deixar Alcobaça a fervilhar. Tudo porque vai decorrer o "Runset", um...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!