Segunda-feira, Junho 24, 2024
Segunda-feira, Junho 24, 2024

Junta do Bárrio quer potenciar turismo na freguesia

Data:

Partilhar artigo:

Potenciar a agricultura e o turismo continuam a ser dois dos grandes objetivos do executivo da Junta de Freguesia do Bárrio.

Potenciar a agricultura e o turismo continuam a ser dois dos grandes objetivos do executivo da Junta de Freguesia do Bárrio.

Em entrevista ao Região de Cister, a presidente da Junta, Filipa Gomes, aponta as prioridades da autarquia para os próximos anos.

Região de Cister - Assine Já!

REGIÃO DE CISTER (RC) > Como caracteriza a economia da freguesia do Bárrio? 

FILIPA GOMES (FG) > O Bárrio beneficia das suas excelentes condições geográficas para o seu desenvolvimento. A agricultura, comércio e alguma industria são as principais atividades existentes, sendo que a maioria dos mais de 1.500 habitantes da freguesia não obtém o seu rendimento na “sua terra”, mas sim em concelhos vizinhos. Uma das atividades a potenciar é ainda o turismo. É necessário  que os investidores possam ter conhecimento das reais potencialidades para tirar partido de um bom investimento e consequente desenvolvimento da economia.

RC > Sendo uma freguesia predominantemente agrícola, de que forma a Junta tem apoiado e dinamizado este setor?

FG > É um setor em desenvolvimento e merece o apoio de todas as entidades. É de louvar a existência de uma agricultura sustentável, dinâmica e em pleno crescimento. Enquanto entidade gestora da Freguesia a Junta tem estado atenta e ouvinte de todos os agricultores que necessitarem de expor as suas dificuldades. Estamos em contacto com associações de agricultores e promovemos ações de divulgação. O tema da agricultura é o mote das festividades do aniversário da freguesia, organizando-se uma exposição agrícola como apoio às respetivas associações. 

RC > A Villa de Parreitas torna o Bárrio numa das principais freguesias do concelho de Alcobaça, em termos históricos. O que está a ser feito para atrair turista?

FG > A estação Arqueológica e o museu são uma peróla da freguesia. E necessitam de competência técnica para o seu desenvolvimento. Infelizmente encontra-se desativada no que toca às escavações ou conservação especializada há já alguns anos. Estamos preocupados e a reunir esforços em conjunto com o Município para em parceria com alguma Universidade prosseguir os trabalhos.

AD Footer

Artigos Relacionados

Construção de nova ponte do Rio da Areia está (finalmente) no terreno

Há dois anos e meio que não há forma de atravessar o Rio da Areia, em Valado dos...

Lucas Ribeiro viverá primeira aventura no andebol espanhol

O Atlético Valladolid é o novo clube do pataiense Lucas Ribeiro, ele que deixa o Póvoa AC, da...

Ausência de candidaturas motiva comissão admistrativa nos Bombeiros da Benedita

Estava marcada para a passada sexta-feira uma assembleia geral para a eleição de uma nova Direção da Associação...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!