Sábado, Julho 2, 2022
Sábado, Julho 2, 2022

Escuteiros de Alfeizerão vivem Jamboree no Japão

Data:

Partilhar artigo:

A exploradora Bianca Catarina e os pioneiros Ana Filipa, Beatriz Pedro, Maria do Carmo e Tiago Gaspar escreveram a história da primeira participação do Agrupamento de Escuteiros de Alfeizerão no encontro mundial de escuteiros Jamboree, que se realiza de quatro em quatro anos em diferentes países.

A exploradora Bianca Catarina e os pioneiros Ana Filipa, Beatriz Pedro, Maria do Carmo e Tiago Gaspar escreveram a história da primeira participação do Agrupamento de Escuteiros de Alfeizerão no encontro mundial de escuteiros Jamboree, que se realiza de quatro em quatro anos em diferentes países.

O Japão foi o local eleito para a realização da 23.ª edição do encontro e os cinco escuteiros de Alfeizerão, acompanhados pelo chefe Joaquim Vizoso, partiram de mala às costas, no dia 27 do passado mês, para a aventura.

11 mil quilómetros e 26 horas de avião com três escalas era o que distanciava os jovens do sonho de viver o Jamboree com 33 mil pessoas de diferentes países e representar a região Oeste. “Uma oportunidade única porque só podemos ser participantes se tivermos idades entre os 14 e os 18 anos”, explica Tiago Gaspar.

No Jamboree, o dia começava cedo. “Às 4:30 horas alguém tinha de acordar para ir buscar a comida para o pequeno-almoço e o almoço”, explica Maria do Carmo, acrescentando que “durante o dia fazia-se atividades para troca de ideias e culturas”.

A alimentação estava ao encargo dos jovens escuteiros. “A Bianca era a cozinheira”, afirma Ana Filipa. O pequeno-almoço era “torradas na frigideira” e a comida era “estranha mas a Bianca tornava-a normal”, recorda Maria do Carmo.

As visitas a Hiroshima e a Yamaguchi e as cerimónias de início e encerramento do encontro marcaram a viagem. “Percebemos realmente que estamos ali e que trabalhámos para ir e fomos”, recordam os jovens. O apoio dos pais e as vendas que realizaram durante vários meses permitiram amealhar o dinheiro necessário.

Com a experiência vivida e com algumas histórias partilhadas, Joaquim Vizoso espera que os cinco jovens sejam “embaixadores no Oeste” e “a sementinha dos próximos Jamborees”.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Aluno da Escola D. Pedro I conquistou 1.º prémio nas Olimpíadas da Cultura Clássica

António Maria Jorge, aluno da Escola Básica 2,3 D. Pedro I de Alcobaça, ganhou o 1.º prémio nas...

Futsal: Uma década de “ouro” coroada com o 25.º título

O Sporting revalidou o título nacional, no passado sábado, depois de vencer o Benfica (4-3) no terceiro jogo...

Vai uma “jogatana” de padel?

Pode parecer estranho, mas esta história sobre o padel começa a ser contada por um treinador de... futsal....

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!