Sexta-feira, Dezembro 2, 2022
Sexta-feira, Dezembro 2, 2022

Ausência de Luís Peças no Mosteiro causa polémica

Data:

Partilhar artigo:

A interrupção da realização dos recitais do contratenor Luís Peças na Sala do Capítulo, no Mosteiro de Alcobaça, já levou a uma série de reclamações junto dos serviços do monumento.

A interrupção da realização dos recitais do contratenor Luís Peças na Sala do Capítulo, no Mosteiro de Alcobaça, já levou a uma série de reclamações junto dos serviços do monumento.

Além dos visitantes, também guias turísticos lamentaram a ausência dos momentos musicais, que todos os dias até à  semana passada aconteciam no Mosteiro. Em causa está o fim do contrato, no passado mês de outubro, entre a Câmara de Alcobaça e a Direção Geral do Património Cultural, entidade que tutela o Mosteiro, que permitia ao contratenor proporcionar momentos de música barroca aos visitantes. 

Região de Cister - Assine já!

“Há dez anos que faço os recitais no Mosteiro, de uma forma gratuita, e nunca fui impedido de o fazer, mesmo quando os contratos já não estavam em vigência“, lamenta Luís Peças. O alcobacense explicou ao REGIÃO DE CISTER que os contratos tinham uma duração de seis meses, mas que, no intervalo da renovação dos mesmos, havia autorização para a realização dos recitais, de forma a “não prejudicar o calendário de atuações”. 

O caso suscitou já a intervenção da Associação dos Amigos do Mosteiro de Alcobaça (AMA), que pediu à tutela que resolva o assunto com brevidade, salientando a valorização do monumento que acontece através dos recitais de canto lírico. 

Também Paulo Inácio, presidente da Câmara de Alcobaça, disse ao REGIÃO DE CISTER ter sinalizado junto da DGPC o interesse em manter o protocolo, que considera “interessantíssimo do ponto de vista cultural e turístico”. 

A diretora do Mosteiro garante que a DGPC está a “tratar dos trâmites habituais em conformidade com a lei, por forma a possibilitar a continuidade desta atividade”, que acontece “afortunadamente e já há vários anos, devido a um acordo existente entre a Câmara Municipal de Alcobaça e a Direção Geral do Património Cultural/Mosteiro de Alcobaça”, explica Ana Pagará.

AD Footer

Artigos Relacionados

APFCAN reflorestou 200 hectares desde grande incêndio de 2017

A reflorestação da área florestal que se estende até ao mar nos concelhos de Alcobaça e Nazaré é...

Alunos da Escola D. Pedro I em projeto “Music and Sports” na Turquia

Ângelo Antanoa (9.ºC), Gonçalo Domingues (9.ºB), Simão Dias (9.ºC) e Simão Fernandes (9.ºA) foram os alunos da Escola...

Concerto de Toy levou um milhar de pessoas ao pavilhão dos Bombeiros da Benedita

O pavilhão dos Bombeiros da Benedita engalanou-se, na noite da passada sexta-feira, para receber o concerto de Toy....

HC Turquel aplica goleada e reafirma candidatura à subida de divisão

O HC Turquel goleou na receção ao HC Sintra (6-2), no passado sábado, e reafirmou a sua candidatura...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!