Quinta-feira, Dezembro 1, 2022
Quinta-feira, Dezembro 1, 2022

Obras do Centro de Saúde na Nazaré e do Centro Escolar de Famalicão atrasadas

Data:

Partilhar artigo:

A Câmara da Nazaré deliberou prorrogar os prazos de construção do Centro de Saúde da Nazaré e do Centro Escolar de Famalicão, cuja conclusão foi atrasada devido principalmente à pandemia da Covid-19.

A Câmara da Nazaré deliberou prorrogar os prazos de construção do Centro de Saúde da Nazaré e do Centro Escolar de Famalicão, cuja conclusão foi atrasada devido principalmente à pandemia da Covid-19.

O adiamento do prazo de conclusão da empreitada do Centro de Saúde, no período de 92 dias, foi solicitado pela empresa adjudicatária, a M. Couto Alves S.A.  Em declarações à comunicação social, o presidente da Câmara da Nazaré revelou que o pedido resulta de “algumas dificuldades na prossecução dos trabalhos, agravadas desde o início da pandemia”.

Região de Cister - Assine já!

O prazo de conclusão do novo Centro de Saúde, avaliado em 1,2 milhões de euros, suportados pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e com uma comparticipação comunitária, deveria ter ocorrido no dia 28 de fevereiro, mas a data é agora alargada para 30 de maio. Walter Chicharro revela que após a data “ficará a faltar equipar as instalações para que se inicie o seu funcionamento”, sublinhando que o alargamento do prazo não implicará qualquer aumento de encargos para o município.

Relativamente às obras do Centro Escolar de Famalicão, adjudicado à mesma empresa, o programa de trabalhos só deverá estar concluído a 30 de setembro. A dificuldade em recrutar trabalhadores e a meteorologia adversa são outros dos fundamentos da empresa para o pedido de alargamento da obra que representa um investimento de cerca de 1,3 milhões de euros. 

Também a conclusão da reabilitação do Largo do Cemitério, na Pederneira, foi adiada para o final do mês de abril numa prorrogação de 86 dias solicitada pelo empreiteiro, Manuel Pedro Sousa e Filhos. De acordo com Walter Chicharro “a obra está praticamente concluída, falta a plantação de algumas árvores e pequenos detalhes estéticos que, nesta conjuntura de Emergência Nacional, não foi possível concluir”.

 

Mais do que nunca, a informação é preciosa.
Mais do que nunca, o Região de Cister está a trabalhar, diariamente e em todos os suportes, para disponibilizar informação credível e rigorosa aos seus leitores.
Mais do que nunca, num contexto de quebra abrupta de publicidade, o seu apoio é fundamental.
Faça-se assinante do único semanário dos concelhos de Alcobaça, Nazaré e Porto de Mós e ajude-nos a manter este serviço público.
AD Footer

Artigos Relacionados

APFCAN reflorestou 200 hectares desde grande incêndio de 2017

A reflorestação da área florestal que se estende até ao mar nos concelhos de Alcobaça e Nazaré é...

Alunos da Escola D. Pedro I em projeto “Music and Sports” na Turquia

Ângelo Antanoa (9.ºC), Gonçalo Domingues (9.ºB), Simão Dias (9.ºC) e Simão Fernandes (9.ºA) foram os alunos da Escola...

Concerto de Toy levou um milhar de pessoas ao pavilhão dos Bombeiros da Benedita

O pavilhão dos Bombeiros da Benedita engalanou-se, na noite da passada sexta-feira, para receber o concerto de Toy....

HC Turquel aplica goleada e reafirma candidatura à subida de divisão

O HC Turquel goleou na receção ao HC Sintra (6-2), no passado sábado, e reafirmou a sua candidatura...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!