Terça-feira, Janeiro 31, 2023
Terça-feira, Janeiro 31, 2023

Cistermúsica cumpre 28.ª edição com palco no Mosteiro de Alcobaça

Data:

Partilhar artigo:

O Cistermúsica soube adaptar-se à nova realidade a que os tempos de pandemia obrigam e o 28.º Festival de Música de Alcobaça vai mesmo acontecer, entre esta quarta-feira e o dia 19 de agosto, no seu palco de excelência – o Mosteiro de Santa Maria – com a qualidade reconhecida internacionalmente.

O Cistermúsica soube adaptar-se à nova realidade a que os tempos de pandemia obrigam e o 28.º Festival de Música de Alcobaça vai mesmo acontecer, entre esta quarta-feira e o dia 19 de agosto, no seu palco de excelência – o Mosteiro de Santa Maria – com a qualidade reconhecida internacionalmente.

Assim promete a organização, a cargo da Banda de Alcobaça, que privilegiou artistas nacionais e formações de pequena e média dimensão, num “espírito de compromisso” e com “um sinal de esperança muito relevante”, contam os diretores artísticos da Academia de Música de Alcobaça.

Região de Cister - Assine Já!

“As manifestações culturais são essenciais enquanto fonte não só de alegria, mas também de reflexão, particularmente nos tempos em que vivemos”, sublinham os diretores artísticos Rui Morais e André Cunha Real, para quem a realização do festival este ano representa sobretudo “uma mensagem de confiança na retoma da vida cultural do País”.

A edição de 2020 celebra duas efemérides, que a organização classifica de “inevitáveis”: as celebrações dos 500 anos da circum-navegação e os 250 anos do nascimento de Beethoven. Assim, este génio da música clássica estará representado pela sua 5.ª Sinfonia e o concerto para piano e orquestra “Imperador”, pela Orquestra Filarmónica Portuguesa e João Bettencourt da Câmara, por um recital de piano por Miguel Borges Coelho e três formações de música de câmara: o Quarteto Tejo com António Saiote, Jed Barahal e Cristina Margotto e os Solistas da Orquestra Sinfónica da Casa da Música.

A época de ouro da polifonia portuguesa também terá destaque na programação, através do Ensemble de São Tomás de Aquino, sendo que outro dos pontos altos será uma versão “muito intimista e especial” do Stabat Mater de Poergolesi, interpretado pelo acordeonista João Barradas e as cantoras Bárbara Barradas e Cátia Moreso.

Como as viagens lusas que conquistaram mundo, a programação propõe dois concertos assentes na ideia de diáspora: um pelo Ensemble Sete Lágrimas e o outro, partindo da identidade musical portuguesa, propõe uma viagem musical desde as Cantigas de Santa Maria até ao fado, “passando pelo barroco e pelas influências tropicais presentes no projeto “Do barroco ao fado”, dos Músicos do Tejo, que reúne o fadista Ricardo Ribeiro e a soprano Ana Quintans. O tema do barroco prossegue, numa ligação à descoberta do mar, com o programa proposto pela orquestra La Nave Va, com a voz do tenor Marcel Beekman, “em cujas árias poderemos ver a influência do elemento marítimo que nos liga igualmente à grande aventura da circum-navegação”, esclarece a organização.

Na mesma senda de edições anteriores, o Cistermúsica volta a contar com o alto patrocínio do Presidente da República, o apoio da Direção-Geral das Artes e o patrocínio de algumas instituições particulares de referência, “que permitem a realização de uma edição muito especial”, explica a Banda de Alcobaça em nota de imprensa.

As regras de segurança estarão garantidas, de acordo com as normas da Direção-Geral da Saúde e do Ministério da Cultura, num esforço coletivo que envolve ainda a Direção-Geral do Património Cultural.

AD Footer

Artigos Relacionados

Andar com o escritório numa mão

Fábio Filipe tinha duas opções: passar das funções de club manager para área manager de um clube de...

‘Dragão’ Stephen Eustáquio marca e conquista Taça da Liga de futebol

Stephen Eustáquio teve papel bastante importante ao apontar o primeiro golo na vitória que deu ao FC Porto...

Oonify abre espaço dedicado à formação na Nazaré

A Oonify abriu, recentemente, na Nazaré, um novo espaço de formação, a que chamou de "Oonify Space". O novo...

Sons Com(n)Sentidos ouvem-se agora nos cavaquinhos e percussão da Cercilei

Em cima do palco, os homens apresentam-se de suspensórios, as mulheres levam uma bandolete na cabeça. Todos vestem...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!