Sábado, Julho 20, 2024
Sábado, Julho 20, 2024

Rito Hall da Serra mantém vivas memórias do “Ti Rito”

Data:

Partilhar artigo:

O comércio do “Ti Rito” começou com uma pequena taberna na década de 1940. Foi fundado por Manuel da Costa e instalado na casa do centro da aldeia de São Bento, onde vivia com a mulher e os seis filhos. 

O comércio do “Ti Rito” começou com uma pequena taberna na década de 1940. Foi fundado por Manuel da Costa e instalado na casa do centro da aldeia de São Bento, onde vivia com a mulher e os seis filhos. Mais tarde o edifício foi ampliado e surgiu uma mercearia. A taberna e a mercearia funcionavam no rés do chão da casa e a habitação funcionava no piso superior do edifício. Na mercearia de São Bento era possível encontrar um pouco de tudo, desde comida, bebidas, tecidos, calçado, artigos de higiene, utensílios e até sementes. Era o estabelecimento da aldeia que tinha maior oferta e onde todos iam abastecer.

Entre os anos de 1955 e de 1992 a casa do “Ti Rito” foi taberna, mercearia, ponto de venda de gás e de petróleo, posto de correios e também posto público de telefone. “Era a única casa da aldeia que tinha telefone”, recorda Maria Emília Costa, filha do fundador da casa. Aos domingos também chegou a funcionar como barbearia. “Começámos a ter procura por parte de professoras de todo o País que eram colocadas na região e precisavam de alojamento, dando assim início a mais uma atividade”, acrescenta.

Região de Cister - Assine já!

“Fomos aqui muito felizes”, conta Maria Emília Costa, que viveu nesta casa até se casar, aos 28 anos, tendo voltado mais tarde. Emigrou para Luxemburgo com o marido, onde permaneceu durante quase uma década. Por lá dedicou-se à costura e tomou conta de crianças. Após o regresso a Portugal, agarrou no negócio dos pais e remodelou a casa que passou a funcionar apenas como café. Mais tarde, entregou a casa ao filho e à nora que criaram o “Rito Hall da Serra”.

“Fizemos questão de manter as características do negócio da família, dando um toque moderno ao conceito”, adianta Adélia Gabriel, proprietária do atual espaço que funciona há dois anos como restaurante e desde o ano passado também como alojamento local.

O edifício que foi totalmente remodelado apresenta um conceito rústico contemporâneo, predominando os materiais características da região, como a pedra. O restaurante oferece comida regional, apostando em especialidades como os croquetes serranos, as carnes suculentas, o polvo e o bacalhau à lagareiro.

Com dez quartos, o alojamento local do “Rito Hall da Serra” junta o conforto à tranquilidade da região e oferece vistas deslumbrantes para o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

AD Footer

Artigos Relacionados

Teresa Coelho avança com candidatura à Federação Distrital de Leiria do PS

A nazarena Teresa Coelho é candidata a presidente da Federação Distrital de Leiria do Partido Socialista (PS) nas...

HC Turquel guarda o “9” por cinco anos em homenagem ao capitão

As chaves estão entregues e a camisola número 9 não será utilizada por nenhum jogador do HC Turquel...

Feira do Livro da Nazaré celebra os 50 anos do 25 de Abril e os 500 de Camões

A Feira do Livro da Nazaré regressa amanhã ao Centro Cultural da vila com novas propostas literárias para...

Diartedance conquista duas medalhas de ouro no campeonato do mundo

A Diartedance conquistou quatro prémios nas finais do Campeonato do Mundo de Dança, o Dance World Cup, que...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!