Sábado, Julho 2, 2022
Sábado, Julho 2, 2022

Confraria da Nazaré selecionada para acolher jovens refugiados

Data:

Partilhar artigo:

A Confraria de Nossa Senhora da Nazaré já recebeu o primeiro grupo dos 50 jovens refugiados não acompanhados que vai acolher ao longo de um período de 22 meses. A instituição foi uma das cinco selecionadas a nível nacional para acolher estes jovens que estavam nos campos de refugiados da Grécia, ao abrigo do Programa de Recolocação Voluntária.

A Confraria de Nossa Senhora da Nazaré já recebeu o primeiro grupo dos 50 jovens refugiados não acompanhados que vai acolher ao longo de um período de 22 meses. A instituição foi uma das cinco selecionadas a nível nacional para acolher estes jovens que estavam nos campos de refugiados da Grécia, ao abrigo do Programa de Recolocação Voluntária.

“Será mais um desafio para a Confraria. Ficámos muito contentes por termos sido selecionados, mas é uma grande responsabilidade”, revela Nuno Batalha, presidente da Mesa Administrativa da Confraria de Nossa Senhora da Nazaré.

Os jovens, entre os 13 e os 17 anos, serão acolhidos num segundo Centro de Acolhimento Temporário da Confraria, criado para o efeito, por períodos entre os três e os seis meses. “A casa está preparada para receber 13 jovens de cada vez”, explica Nuno Batalha, adiantando que os jovens vão frequentar o Agrupamento de Escolas de Cister. Haverá uma equipa afeta ao acompanhamento destes menores desacompanhados com 13 funcionários, entre os quais dez técnicos”, acrescenta o responsável. Nos últimos anos, a Confraria já tinha acolhido cinco famílias de refugiados, tendo ainda à data duas delas.

A resposta prevê um acolhimento de carácter temporário, “acautelando todo o apoio e intervenção de que estas crianças e jovens possam necessitar”, lê-se numa nota da Presidência de Conselho de Ministros em comunicado. O mesmo grupo será encaminhado em função das expectativas e projetos que cada um tem para a sua vida. O Governo informa ainda que “respondeu de imediato e de forma positiva à necessidade de acolhimento de mais de 13.800 menores não acompanhados no espaço da União Europeia e ao apelo da Grécia para a recolocação de 5.500 destas crianças e jovens, prestando-se a fazer o acolhimento de até 500”.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Aluno da Escola D. Pedro I conquistou 1.º prémio nas Olimpíadas da Cultura Clássica

António Maria Jorge, aluno da Escola Básica 2,3 D. Pedro I de Alcobaça, ganhou o 1.º prémio nas...

Futsal: Uma década de “ouro” coroada com o 25.º título

O Sporting revalidou o título nacional, no passado sábado, depois de vencer o Benfica (4-3) no terceiro jogo...

Vai uma “jogatana” de padel?

Pode parecer estranho, mas esta história sobre o padel começa a ser contada por um treinador de... futsal....

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!