Segunda-feira, Março 20, 2023
Segunda-feira, Março 20, 2023

Câmara da Nazaré embarga “prédio da polémica” e pede peritagem à Ordem dos Arquitetos

Data:

Partilhar artigo:

A construção de um prédio na Rua Arte Xávega, na Nazaré, que estará a desrespeitar o alinhamento dos edifícios existentes, foi embargada parcialmente pela Câmara, que soliticou ainda  uma avaliação urgente à Ordem dos Arquitetos.

A construção de um prédio na Rua Arte Xávega, na Nazaré, que estará a desrespeitar o alinhamento dos edifícios existentes, foi embargada parcialmente pela Câmara, que soliticou ainda  uma avaliação urgente à Ordem dos Arquitetos.

Na execução das obras de construção, verificou-se um “clamor social”, foram apresentadas “algumas reclamações”, com fundamento num eventual incumprimento no alinhamento de edificações existentes, lê-se na proposta de embargo.

Região de Cister - Assine Já!

Perante a situação, foi solicitado à Divisão de Planeamento Urbanístico (DPU) o ponto de situação do processo, mas os serviços não conseguiram determinar “de uma forma clara e inequívoca, a verificação da conformidade ou da desconformidade” do fundamento do clamor público nas obras de construção. 

Assim, o executivo aprovou, na última reunião, um “embargo preventivo, por um período de 30 dias” da obra relativo ao corpo nascente do prédio, cuja construção poderá continuar na área que não confina com a Rua Arte Xávega, explicou o presidente de Câmara.

Foi ainda solicitada à Ordem dos Arquitetos a nomeação de um perito, a fim de ser efetuada uma reavaliação, de análise técnica do projeto de arquitetura, realizado pela DU, quanto ao alinhamento da edificação pretendida construir.

“Se houver algum erro, assumiremos a responsabilidade”, assegurou Walter Chicharro, explicando que a solicitação de “uma peritagem externa resultará numa decisão o mais independente possível”.

Mas, a solitação da Ordem dos Arquitetos foi mal vista pelos dois vereadores da oposição que falaram numa “negligência na fiscalização” da obra, exigindo que sejam imputadas responsabilidades aos técnicos responsáveis pela aprovação do projeto e fiscalização da construção.

AD Footer

Artigos Relacionados

Porto de Mós garante “chave” da Capela de São Jorge

A Capela de São Jorge vai passar a ser gerida pelo Município de Porto de Mós ao abrigo...

Martim Ribeiro escreveu página d’ouro em Leiria

A manhã do passado sábado foi inesquecível para Martim Ribeiro. O jovem futebolista, de apenas 16 anos e...

Coro da Banda de Alcobaça assinala uma década de história

A 12 de março de 2013 nascia o Coro da Banda de Alcobaça, formado por um conjunto de...

Trupêgo encerra Festival Teatremos no domingo

O grupo de teatro Trupêgo, de Porto de Mós, encerra a 17.ª edição do Festival Teatremos, no próximo...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!