Sexta-feira, Setembro 30, 2022
Sexta-feira, Setembro 30, 2022

Mercearia da Ti Emília abastece serranos há 25 anos

Data:

Partilhar artigo:

spot_img

Quem entra na loja da Ti Emília uma coisa é certa: não sai de lá de mãos a abanar. Seja para comprar um
produto de última hora ou para abastecer a despensa. Na mercearia, localizada no centro de Serro Ventoso, os fregueses encontram tudo o que precisam, desde os queijos e enchidos da serra, às frutas da região, aos legumes frescos, mas não só. Além dos produtos de primeira necessidade, no estabelecimento de Emília e Lina é ainda possível encontrar têxteis, artigos de decoração e de retrosaria e, até mesmo, louça da SPAL e da Vista Alegre.

Este conteúdo é apenas para assinantes

Por favor, assine ou entre na sua conta para desbloquear este conteúdo.

“Priorizamos a qualidade”, sublinha Lina Venda ao REGIÃO DE CISTER. “Temos clientes antigos que nos dizem que até hoje usam as louças ou os enxovais que aqui compraram”, acrescenta Emília Venda. 
Mãe e filha abriram há duas décadas e meia o espaço comercial junto à casa onde sempre viveram. No entanto, Emília Venda já tem experiência com os negócios há 80 anos. Com apenas 10 anos, acompanhava os pais na venda ambulante de enxovais. “O meu pai fazia questão que fosse com eles para fazer as contas. Nunca me enganava e ele confiava em mim”, recorda. Até hoje, quase a completar 90 primaveras, não se engana nas contas e continua a saber de trás para a frente a tabuada. 

A venda parece estar no ADN da comerciante que, em cima de um burro, percorria sozinha os mercados das redondezas para vender os enxovais. O negócio foi crescendo. Para dar resposta ao desenvolvimento da atividade, pensou em comprar uma carrinha, mas era preciso tirar a carta, e, antes, concluir a 4.ª classe. Dedicada e determinada, assim o fez e o negócio passou a andar sobre rodas, até abrir a mercearia da Rua Principal de Serro Ventoso.

A comerciante faz questão de estar na mercearia todos os dias, até mesmo ao domingo, durante a folga da filha. Gosta de se sentir ativa e de exercitar a mente. Mas não é só isso que a faz estar diariamente na loja. É sobretudo pelo carinho dos clientes. Não há ninguém que entre nesta casa com história que não trate a proprietária por “Ti Emília” ou “Ti Mila” ou que não pergunte como está e como tem passado. O seu sorriso é (re)conhecido por todos na freguesia, assim como a sua exemplar história de superação. Chegou a ser distinguida pela Junta de Freguesia no Dia Internacional da Mulher pela resiliência e pelo legado que tem deixado.

Nada manda abaixo esta quase nonagenária. Nem mesmo uma apendicite aguda que a levou ao bloco operatório do hospital por duas vezes. Uma mulher de armas, que tem sido feliz atrás do balcão desta mercearia.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Nove bombeiros da região participaram na prova “Escadórios da Humanidade”

Nove bombeiros das corporações da região participaram na prova “Escadórios da Humanidade”, realizada  este dia 24, no Bom...

Alunos da Nazaré participam em ação internacional de limpeza costeira

Alunos do 1.º ciclo participaram nas ações de limpeza costeira que decorreram na Praia do Norte e na...

Futebol: Leandro Santos chega aos 200 jogos na Honra

O jogo entre Ginásio e Mirense, agendado para o próximo domingo (15 horas), no Municipal de Alcobaça, vai...

Triatlo: Raquel Rocha arrecada bronze no Europeu de Bilbau

Raquel Rocha (Clube de Natação e Triatlo de Lisboa) esteve em plano de evidência ao conquistar a medalha...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!