Sábado, Fevereiro 4, 2023
Sábado, Fevereiro 4, 2023

Baú das Memórias abre como espaço cultural em Alfeizerão

Data:

Partilhar artigo:

Demorou, mas está finalmente aberto o “Baú das Memórias”, na Rua Luís de Camões, no centro da vila de Alfeizerão. O espaço, que outrora foi uma habitação, foi doado à Junta pela professora Maria de Fátima Ferreira Lopes, por intermédio do pai, Augusto da Silva Lopes, para ser aberto como um pequeno centro cultural.

Este conteúdo é apenas para assinantes

Por favor, assine ou entre na sua conta para desbloquear este conteúdo.

“Este projeto nasceu de uma vontade do senhor Augusto, uma vez que a filha pretendia doar este espaço à população“, lembrou o presidente da Junta de Alfeizerão, durante a inauguração do espaço cultural, que decorreu no passado dia 3 de setembro.

A antiga habitação, que data de 1800 e que foi uma parte da casa agrícola da família Cabaço e herdeiros, surge agora com dois espaços de exposição (no piso inferior e no 1.º piso), que albergam parte do espólio da família do benemérito, e uma biblioteca (no 2.º piso). “Maria de Fátima Ferreira Lopes queria que Alfeizerão tivesse um espaço dedicado à cultura”, reforça Leonel Ribeiro, explicando que parte do espólio era da professora, já falecida, e a outra parte foi doada pela população. “Além de ceder o terreno e o edifício, ainda pagou parte das obras com uma parte da herança dela”, acrescentou o autarca, que pretende agora trazer as escolas e fazer oficinas de artes plásticas naquele espaço para “trabalhar a parte manual, como a cerâmica e a tapeçaria.

“O senhor Augusto mostrou uma enorme generosidade ao oferecer o edifício, as obras e parte da coleção”, salientou a vice-presidente da Câmara de Alcobaça, que se mostrou disponível para colaborar com a programação do Baú das Memórias. Inês Silva olha para o espaço cultural como “um lugar para o encontro de gerações, uma casa aberta a exposições e a tertúlias”. “Nem todas as freguesias têm um espaço cultural e que têm alguém disponível para dinamizar”, acrescentou a vereadora da Cultura.
José Coutinho, funcionário da Junta, assegurou as obras e a catalogação dos livros.

Região de Cister - Assine já!

Augusto Lopes, um lisboeta que esteve sempre ligado a Alfeizerão, inclusivamente ao tradicional Pão-de-Ló de Alfeizerão. Ainda que ficasse impedido de participar na inauguração do espaço devido a uma queda, António Lopes assistiu à cerimónia através de um vídeo. Com 98 anos, o benemérito fez-se representar por um sobrinho.

Desde que a casa foi doada, a Junta fez várias intervenções no espaço, entre as quais a instalação de um elevador com o apoio do Município, orçadas em 100 mil euros.

O Baú das Memórias estará aberto durante os dias úteis entre as 10 e as 13 horas e as 14 e as 16 horas.

AD Footer

Artigos Relacionados

Associação de Monte de Boi tem um presidente… “ator”

É natural de Setúbal, mas ainda não tinha 1 ano de idade quando se mudou para o concelho...

Leiriense valoriza Chita de Alcobaça em marca de vestuário sustentável

A leiriense Inês Fonseca lançou recentemente uma marca de vestuário sustentável, a que deu o nome de Pandã,...

18 empresas da região distinguidas nos Wedding Awards 2023

A região viu 18 empresas serem reconhecidas, num total de seis categorias, na 10.ª edição dos Wedding Awards...

Hóquei: HC Turquel vence dérbi da região com Xavi(s) d’ouro

Vencer o dérbi diante da Biblioteca (7-5) já é bom, garantir a continuidade na liderança da Zona Sul...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!