Sexta-feira, Julho 12, 2024
Sexta-feira, Julho 12, 2024

Serro Ventoso cria programa turístico de um dia para grupos

Data:

Partilhar artigo:

Vislumbrar o anfiteatro natural da Fórnea a 250 metros de altura, apreciar as obras de arte urbana no museu a céu aberto da pedreira do Codaçal, fazer uma caminhada ou andar de bicicleta na Ecopista da Bezerra, observar a vista de tirar o fôlego para a vila de Porto de Mós no Miradouro de Chão das Pias ou visitar os Telhados de Água são apenas alguns dos motivos que fazem valer a pena uma visita à freguesia de Serro Ventoso.

Para não falar na gastronomia. O famoso galo é um dos responsáveis pelos milhares de visitantes que a freguesia recebe durante o ano. Há galo cozinhado para todos os gostos: “Feijoada de Galo”, “Arroz de Galo”, “Galo no Forno”, “Cabidela de Galo” ou até mesmo “Galo Bêbado”.

Mas não é só o galo que se come na freguesia. Há também os deliciosos queijos, os enchidos, o cabrito, o borrego, o azeite e o mel.

Região de Cister - Assine já!

Foi a pensar em tudo isto, e porque visitar o concelho de Porto de Mós nunca esteve tanto na moda, que a Junta de Serro Ventoso criou um programa turístico de um dia para grupos que inclui visitas aos diversos pontos de atração e, como não poderia deixar de ser, a degustação da gastronomia típica. O convite é feito às autarquias de todo o País que queiram proporcionar aos idosos ou às crianças da sua comunidade uma programação na envolvente da Serra de Aire com tudo o que de melhor o turismo de natureza tem para oferecer.

“Todos os anos organizamos um passeio com a população idosa da nossa freguesia e este ano não vai ser diferente. No entanto, por já termos visitado tantas localidades distintas, estamos sem ideias para o próximo destino”, começa por avançar o presidente da Junta de Serro Ventoso. “Acredito que os meus colegas autarcas estejam com a mesma dificuldade e foi a pensar neles que desenvolvemos este projeto”, adianta Carlos Cordeiro, em declarações ao REGIÃO DE CISTER.

“O conceito foi inicialmente pensado para a população sénior, mas é perfeitamente adaptável a crianças ou a outros grupos”, acrescenta.

Promover o património, o meio natural, a gastronomia e a produção local são os principais objetivos desta iniciativa que já tem tudo preparado para arrancar.

As inscrições estão oficialmente abertas. Aceitam-se grupos de, no máximo, 400 pessoas e de, no mínimo, 100. O “pacote” pode ou não incluir um almoço de convívio no Salão Paroquial servido pelo Centro de Apoio Social Serra D’Aire e Candeeiros, mas certamente que ninguém irá querer perder a oportunidade de provar o galo mais famoso da região ou, quem sabe, até mesmo do País. As excursões podem também incluir a vila de Porto de Mós, com uma visita ao castelo.

No fundo, o programa é adaptado ao “gosto do freguês”.

 

 

AD Footer

Artigos Relacionados

Obras de arte em pedra evocam Salgueiro Maia

As instalações da MVC – Portuguese Limestones serviram de palco a uma sentida homenagem a Salgueiro Maia, na...

Futebo de praia: Sótão goleia e mantém registo 100% vitorioso na elite

É certo que já tem presença confirmada, pelo segundo ano consecutivo, na fase decisiva da Divisão de Elite....

Futebol: U. Turquel volta às competições seniores da AF Leiria 14 anos depois

Em 2010, jogava-se num pelado em Turquel, e as infraestruturas não eram o que são hoje. A formação...

Fotógrafo Jorge Prata expõe “Imagens de Cores” no Mosteiro da Batalha

A galeria instalada na antiga cozinha medieval do Mosteiro da Batalha recebe, até final do mês, a exposição...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!