Alcobacense regressa a casa após três meses retido em Cabo Verde

O alcobacense Hugo Matos regressou a casa, este sábado, após três meses retido na ilha do Sal, em Cabo Verde.

"Finalmente ao fim de praticamente três meses já estou em casa", desabafou o alcobacense, que viajou no início de março para dar o primeiro curso de assistente de proteção pessoal a entidades do governo cabo verdiano com viagem de regresso marcada para o fim do mês de março. O encerramento das fronteiras devido à Covid-19 foi adiando o regresso a casa.

Entretanto, a beneditense Manuela Ferreira que ficou retida em Ludlow, nos Estados Unidos, também já tem regresso a Portugal marcado para dia 11 de junho.