Alcobacense tem filme distinguido em Inglaterra

O filme “Borderline”, do alcobacense Carlos Bonifácio, foi considerado o melhor filme do ano pela Universidade de Leeds, em Inglaterra.

A curta metragem de 13 minutos foi o projeto final de curso do mestrado apresentado pelo jovem de 22 anos naquela universidade.

O projeto foi realizado durante 11 meses e a história do filme é centrada no transtorno de personalidade borderline. Carlos Bonifácio ingressou no mestrado em Film Photography and Media, com especialização em cinema, na Universidade de Leeds, após ter concluído a licenciatura em Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa.