Alunas apresentam projeto de requalificação do Castelo de Alcobaça

Dar uma nova vida ao Castelo de Alcobaça e colocar o potencial do monumento em prol da comunidade levaram um grupo de alunas da Escola Secundária D. Inês de Castro, em Alcobaça, a apresentar um projeto de requalificação do castelo na disciplina de História A.

Helena Parracho, Luísa Félix, Juliana Almeida, Beatriz Oliveira, Diana Crisóstomo, Inês Ferreira, Maria João, Maria Carolina e Sofia Páscoa são as autoras do projeto lançado em jeito de desafio pelo professor Jorge Prata durante o regime de ensino à distância. “É um local que costumamos frequentar por lazer e que sentimos que tem potencial pelo seu valor histórico e patrimonial, mas também pela posição que assume na paisagem de Alcobaça”, explica Helena Parracho ao REGIÃO DE CISTER. De acordo com a aluna do curso de Línguas e Humanidades, o projeto consistiu em criar novos atributos para o monumento.

Através de um questionário feito à comunidade, as estudantes entenderam que a falta de segurança, a pouca acessibilidade e a ausência de preservação e investimento no espaço diminuem o interesse dos visitantes.

Deste modo, através de um trabalho de pesquisa histórica e de um modelo 3D, as alunas criaram uma proposta, que passa pela implementação de um núcleo museológico com um café, uma esplanada, um anfiteatro, um passadiço acessíveis e pequenos miradouros. “A volumetria da nossa proposta passa por recriar as duas torres do castelo através de estruturas de madeira, para dar a dimensão física do que estás seriam. O uso de materiais e cores diferentes assume a vontade de distinguir o pré existente do novo”, explica a jovem.

O projeto contou com o apoio da ex-aluna Sofia Aurélio e foi apresentado no auditório da Esdica.  As jovens revelam que este “será um trabalho de continuidade”, que planeiam apresentar à Câmara de Alcobaça.