Campeão militar corre com cores do Róódinhas

Dário Pereira, que representa a equipa RÓÓDINHAS/Master Vantagem, entrou de muletas ao serviço no Núcleo de Armas e Explosivos do Comando Distrital de Santarém após uma queda numa prova de btt. À data, os colegas não acreditavam e riram-se porque era dia 1 de abril: mal sabiam que estavam a brincar com o... campeão nacional militar de btt, em 2021. 

O bttista, em representação da Polícia de Segurança Pública (PSP), estreou-se este ano a vencer a prova, no escalão 45-50, e completou uma temporada em que arrecadou, ainda, vários pódios nacionais com as cores da equipa beneditense.

“No primeiro ano em que se realizaram estes campeonatos militares estava convocado, no entanto por estar condicionado devido a uma queda na semana anterior, não pude representar a instituição”, recorda ao REGIÃO DE CISTER o atleta que este ano não deu tréguas aos adversários.

Desde miúdo que Dário Pereira, de 46 anos, tem o gosto pelas bicicletas – não fosse ter sido ciclista entre os 6 e os 18 anos – mas apenas em 2013 se interessou pela vertente de btt. “A minha mulher foi submetida a uma cirurgia e pensei que uma bicicleta a iria ajudar na recuperação, pelo que decidi comprar uma bicicleta, não só para ela mas também para o meu filho”, conta. No entanto, quando chegou a casa teve o “bichinho de experimentar” e voltou à loja para comprar mais uma bicicleta. Desde então, tem sido sempre a somar medalhas sobre as duas rodas.

De 2014 a 2017, o bttista, que reside em Almeirim, representou as cores da Ribabike, juntando-se depois ao RÓÓDINHAS num convite que, ainda hoje, recorda. “É curioso porque surgiu da parte de um atleta adversário [Gil Azóia]”. Desde então a ligação foi-se cimentando e Dário Pereira já conquistou vários feitos com as cores do RÓÓDINHAS: 1.º lugar numa prova da Taça de Portugal, no Festival Bike 2018, em Santarém, pódios em três edições consecutivas do Algarve Bike Challenge-Tavira, prova internacional em duplas, com a duração de três dias – campeonato regional de XCM da Associação de Ciclismo de Santarém, Troféu do Oeste, Troféu Ribatejo Norte e, já este ano, a Taça de Maratonas da Beira Interior.

O polícia afiança que “os títulos e as medalhas, no fim de estarem conquistadas até parecem que foram fáceis, motivo pelo qual começam logo a fazer parte da história”, mas há sempre novos objetivos. E os próximos passam por continuar a somar medalhas com as cores do RÓÓDINHAS/ e, claro está, como agente principal da PSP.