Clube Recreativo Brites de Almeida inicia novo ciclo

No ano em que celebra 55 anos de fundação, o Clube Recreativo Brites de Almeida, em Aljubarrota, atravessa um novo ciclo, que se espera “próspero” e marcado pela “proximidade com a comunidade”. Os novos órgãos sociais querem reerguer aquele que já foi um dos espaços de convívio mais importantes da freguesia e, para tal, almejam concretizar vários projetos ao longo de 2020.

Depois de três anos com as portas encerradas, o clube reabriu no mês de outubro sob a gestão de 15 “aventureiros” naturais da freguesia de Aljubarrota. “Fomos movidos pelo desejo de dinamizar a freguesia e devolver aos habitantes um espaço de convívio, onde fosse possível encontrar um vizinho e dar dois dedos de conversa entre um café e o outro”, revela ao REGIÃO DE CISTER Elisabete Silva. De acordo com a tesoureira, o espaço precisou de uma intervenção, motivada pelos três anos de interrupção da atividade, mas os trabalhos, que exigiram o empenho quase diário de todos os elementos, foram realizados com grande rapidez. “Assumimos a Direção em setembro e em outubro já estava tudo pronto para abrir o espaço. Foi preciso algum esforço porque foi um começar do zero, mas felizmente correu tudo dentro dos prazos estipulados”, sublinha a dirigente.

Contudo, ainda faltam realizar algumas obras de requalificação no espaço e garantir condições de acessibilidade a utentes com mobilidade reduzida. “É necessária a construção de uma rampa de acesso para cadeiras de rodas e desejamos também realizar algumas intervenções pontuais para melhorar a infraestrutura que já tem alguns anos”, informa Elisabete Silva. Devido à ausência de fundos privados para a concretização da obra, o Clube tem acolhido alguns eventos, como a venda de doçaria e dinamização de convívios. “Além da angariação de fundos queremos também convocar mais pessoas e tornar o Clube numa espécie de ponto de encontro de gerações, onde os mais velhos podem beber um café e conviver uns com os outros e os mais novos podem assistir a um concerto ao vivo ou partilhar uma partida de snooker”, declara.

Deste modo, para o presente ano, a Direção da coletividade recreativa quer realizar workshops, caminhadas pela freguesia e eventos musicais, que agradem a miúdos e graúdos. O Clube vai também marcar presença na tenda de Carnaval de Alcobaça e já planeia uma participação na Feira Medieval de Aljubarrota. O apoio da Junta e da Câmara na participação de eventos e na logística necessária para abrir portas é descrito como “bastante satisfatório e importante” para a concretização dos objetivos para 2020.

“Queremos garantir um bom serviço para quem nos visita diariamente e para aqueles que virão. Este é um projeto por Aljubarrota e para todos os que estimam a freguesia”, conclui a tesoureira.