Covid-19: Urgência Básica do Hospital de Peniche encerrada

O Serviço de Urgência Básica do Hospital de Peniche foi encerrado esta sexta-feira à noite, após as autoridades de saúde terem determinado a necessidade de toda a equipa cumprir quarentena, disse à Lusa fonte hospitalar.

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO), do qual faz parte o Hospital São Pedro Gonçalves Telmo, em Peniche, afixou um aviso de encerramento da unidade depois de se ter confirmado um caso positivo de Covid-19 num enfermeiro que trabalha naquela unidade hospitalar.

O REGIÃO DE CISTER sabe ainda que o segundo caso confirmado de Covid-19 no concelho de Alcobaça - um senhor de 79 anos da Benedita - terá sido infetado naquele hospital, onde estava internado há cerca de um mês. 

"Caros cidadãos, infelizmente cabe-nos dar conhecimento de mais algumas ocorrências tristes. Está confirmado mais um caso dado como positivo por infeção pelo coronavírus, neste caso um Enfermeiro a prestar serviço na urgência do Hospital de Peniche.Por determinação dos responsáveis da Saúde, os médicos, enfermeiros e auxiliares foram colocados em regime de quarentena", adiantou o presidente da Câmara, Henrique Bertino, na página de facebook do município. "Por consequência, os profissionais que ficam disponíveis não são em número suficiente para garantir o funcionamento da urgência", lê-se ainda.

Até que o serviço possa ser reativado, os utentes serão reencaminhados para a urgência do hospital das Caldas da Rainha. Os restantes serviços da unidade mantêm-se em funcionamento.

Além do Hospital de Peniche, o Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais das Caldas da Rainha e Torres Vedras e detém uma área de influência constituída, a par destes três concelhos, pelas populações de Óbidos, Bombarral, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estevão das Galés e Venda do Pinheiro).