Filipe Marques anuncia candidatura aos Bombeiros da Benedita

O futuro da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Benedita pode estar nas mãos de Filipe Marques, o único candidato que, até à data, revelou a intenção de assumir o cargo. A data para as eleições dos novos corpos sociais foi adiada devido à situação pandémica. 

Assim, a Direção da instituição vai permanecer em atividade até ao próximo concílio, mas o presidente da Direção já manifestou a intenção de passar a pasta. José Vicente prepara-se para deixar o cargo de presidente da Direção, após um último mandato “muito desafiante”. O último ano e meio foi muito penoso para a Associação com uma redução acentuada de receitas e um aumento das despesas”, explica o presidente ao REGIÃO DE CISTER. Em causa está o grande investimento direcionado para a aquisição de material de proteção para a corporação e a quebra de receitas “importantes” como o peditório de Natal. “O peditório de Natal arrecadou apenas um terço do valor usual. A Associação não teve propriamente um prejuízo, mas é notório que as contas estão menos equilibradas face a anos anteriores”, explica. 

A pandemia obrigou a adiar alguns dos projetos há muito ambicionados pela instituição, todavia José Vicente assegura que a renovação da frota da corporação foi concretizada. “Esse foi um projeto que não adiámos, pois não era possível nem responsável. E assim deve continuar, garantir sempre a segurança dos Homens desta corporação lidera a lista de objetivos da Direção”, sublinha o dirigente. 

O empresário Filipe Marques, que integra a lista de José Vicente enquanto suplente, está confiante em relação ao futuro. “Os membros da lista reuniram e em unanimidade decidiram que deveria encabeçar a lista. Encaro este desafio como um voto de confiança e como uma oportunidade para exercer o meu dever de responsabilidade social”, afirma ao REGIÃO DE CISTER.

Para Filipe Marques, irmão de um bombeiro, a prioridade é garantir a sustentabilidade da Associação Humanitária, aumentando o envolvimento da comunidade e as condições para os bombeiros. “Unir os membros da associação para que, deste modo, fique mais forte, angariar mais membros para o corpo de bombeiros e associação são alguns das ambições caso assuma a Direção”, revela. A nível de infraestruturas, o candidato planeia avançar com a empreitada de ampliação do parque coberto para abrigo de viaturas e com a renovação do alumínio presente nas instalações de modo a assegurar “mais condições a nível de isolamento acústico e térmico”.

A eleição dos novos órgãos sociais ainda não tem data agendada. Até lá, José Vicente promete continuar a desempenhar as suas funções. “A Associação precisa de se revitalizar, com projetos e gente nova. Chegou a altura de passar a pasta e faço-o de consciência tranquila”, nota. Embora abandone o cargo de presidente da Direção, José Vicente vai permanecer ligado à Associação, pois integra a lista candidata.