Futebol: Ginásio e Beneditense abaixo da expetativa na Honra

Ginásio e Beneditense estão a assinar carreiras modestas na edição 2018/19 da Lizsport Divisão de Honra distrital: os azuis igualaram o pior registo de sempre no escalão à 13.ª jornada, que tinha sido estabelecido em 1999/2000, enquanto os beneditenses terminaram o ano abaixo da “linha de água” e com o pior registo pontual da história do clube.

No caso do Ginásio, os números confirmam o desinvestimento que a nova Direção do clube já tinha prometido no último defeso. Com uma equipa composta, sobretudo, por prata da casa, o técnico Leandro Santos registou um bom começo de campeonato, mas o registo de apenas um triunfo nas últimas seis jornadas atirou os azuis para um lugar a meio da tabela, nada consentâneo com o histórico do clube. 

Pela primeira vez à 13.ª ronda, os azuis apresentam uma diferença de golos negativa (-1) e, além disso, nunca o Ginásio tinha encaixado seis derrotas nas primeiras 13 jornadas da competição. Por outro lado, nunca o clube tinha tido a baliza tantas vezes violada à ronda 13 do campeonato, nem ocupado o 9.º lugar da tabela nesta fase da temporada.

O cenário é, todavia, ainda menos animador para o rival Beneditense, que pela primeira vez terminou o ano em zona de despromoção e soma apenas 10 pontos em 13 jogos, claramente aquém do poderio do clube noutras campanhas.

A turma de Rui Agostinho só venceu dois jogos e regista a pior defesa da história (28 golos) à 13.ª jornada. E com a goleada do Mirense sobre o Maceirinha (2-5), no passado sábado, em jogo em atraso da 8.ª jornada, o clube da Fonte da Senhora entrou no novo ano a 4 pontos da primeira equipa acima da “linha de água”.