Futebol: Porto de Mós perde hegemonia de clubes na Honra

Porto de Mós volta a ter três representantes no principal escalão da AF Leiria na próxima temporada, mas perdeu o “estatuto” de concelho do distrito com mais emblemas na Lizsport Divisão de Honra distrital que deteve, pela primeira vez, em 2018/2019.

Os concelhos de Leiria e Pombal, que passaram a apresentar quatro clubes na elite do futebol distrital, tornaram-se nos municípios com mais peso numa competição em que Porto de Mós se consolidou na época passada através das boas prestações de Portomosense (3.º classificado), Alq. Serra (5.º) e Mirense (13.º).

Em queda neste “ranking” está Alcobaça, que passou a ter apenas um resistente, o Ginásio, dada a “ultrapassagem” na última jornada da época passada do Mirense ao Beneditense. O concelho chegou a ter três clubes na Honra na longínqua temporada 1998/99, quando Ginásio, Pataiense e Concha Azul coincidiram na prova. Além destes emblemas, também Burinhosa e Alfeizerense chegaram a disputar o escalão, para além do Beneditense.

Já a Nazaré deixou de estar representado na Honra desde a despromoção do Nazarenos em 2016/17. Durante várias temporadas, o concelho apresentou dois clubes na Honra, quando a Biblioteca se juntou aos alvinegros. Os dois clubes competem, agora, na 1.ª distrital.

No que diz à representação territorial, em 2019/2020, apenas sete dos 16 concelhos do distrito possuem representantes na principal competição de clubes da Associação de Futebol de Leiria, sendo que no Oeste apenas se inscrevem dois emblemas: o Peniche, despromovido do Campeonato de Portugal, e o Ginásio, o único dos contendores da próxima edição da Divisão de Honra que já chegou à 1.ª Divisão.

Recorde-se que na próxima temporada o distrito conta com três representantes no Campeonato de Portugal: o campeão distrital Marinhense junta-se a U. Leiria e Caldas, que têm sido os clubes mais representativos da AF Leiria no contexto nacional nas últimas décadas.