Igreja do Mosteiro recebe relicários de santos mártires

O Mosteiro de Santa Maria em Alcobaça exibe, desde o início de novembro, quatro relicários de santos mártires cistercienses, para “veneração dos fiéis”. O projeto é da autoria do padre Ricardo Cristóvão e foi concretizado em parceria com a Perpétua, Pereira & Almeida (Cerâmicas S. Bernardo). 

“As relíquias destes santos foram oferecidas pela Ordem Cisterciense, para que estejam neste Mosteiro à veneração dos fiéis. A Paróquia de Alcobaça realizou a bênção destas peças na cerimónia religiosa do passado dia 1”, revelou o pároco ao REGIÃO DE CISTER.

“O padre Ricardo é uma visita frequente na nossa empresa e há uns meses apresentou a ideia de criar quatro relicários,  inspirados em santos mártires cistercienses e obviamente que ficámos muito intrigados com esta ideia”, adiantou Elsa Almeida, sócia da empresa sediada no Cabeço de Deus. Semanas após a primeira visita, a empresária e os sócios conheceram o primeiro esboço das peças que o pároco de Alcobaça e Vestiaria ambicionava concretizar, mas Elsa Almeida explica que “foi acordado que o projeto fosse feito sem pressas, pois era algo nunca antes feito na empresa”. “Nunca tínhamos feito algo deste género, pelo que tivemos de analisar com a devida cautela quais os melhores métodos a utilizar”, assevera. As quatro peças foram criadas em cerâmica tradicional e além de um modelo original, feito em barro, recorreu-se a um molde de produção em gesso e a “muita mão de obra experiente”. “Foi necessária uma componente manual muito grande uma vez que o objetivo era reproduzir um rosto o mais fiel possível da realidade”, afirma, recordando que o processo de modelação inicial foi concretizado por um técnico de modelação com “uma qualificação elevada e muito específica”.

Para garantir a excelência das peças, estiveram envolvidas seis pessoas “de máxima confiança da empresa”, que se dedicaram aos relicários em “tempos mais livres”. “O padre Ricardo não queria interferir na rotina de produção da empresa, pelo que ficou combinado que os bustos seriam feitos nos tempos mais tranquilos do plano de trabalhos”, declara.

Depois de vários meses, as peças foram entregues à Paróquia do Santíssimo Sacramento de Alcobaça, que se revelou bastante satisfeita com o resultado. “A colaboração e generosidade, desde o início, das Cerâmicas S. Bernardo foram totais e estamos muito gratos”, elogiou o sacerdote. 

Para a empresa de cerâmica, “a concretização deste projeto foi um orgulho e um verdadeiro desafio”. “Foi um privilégio receber a proposta do padre Ricardo. Estamos não só a contribuir para a história da nossa cidade, numa perspetiva de contribuição social, como estamos também a apoiar o turismo porque são peças que vão permanecer num dos espaços mais visitados da nossa Alcobaça”, reitera Elsa Almeida.