Maçã de Alcobaça e Pera Rocha chegam à Índia pela Especial Frutas

A Maçã de Alcobaça e a Pera Rocha do Oeste chegaram, pela primeira vez, à Índia através da Especial Frutas. A empresa de comércio de frutas e produtos hortícolas, sediada em Vale de Maceira (Alfeizerão), enviou um contentor com 2,5 toneladas de Pera Rocha e 19 toneladas de maçã Royal Gala, prevendo que as relações comerciais com aquele destino asiático se solidifiquem.

“A Índia é um país super interessante para o setor das frutas e legumes, tendo em conta que é o segundo mais populoso do mundo“, adiantou José Coito, um dos dois sócios-gerentes da Especial Frutas. “Trata-se de um caso experimental e de uma oportunidade de negócio que vai ao encontro da nossa estratégia comercial”, acrescentou o responsável ao REGIÃO DE CISTER. 

O contentor da Especial Frutas chegou à Índia na passada sexta-feira, concluindo assim uma jornada de 41 dias. “Foi uma luta difícil, mas para já ganha, graças ao nosso empenho e trabalho, acreditando nós que este contentor pode ser uma gota no oceano”, sublinhou o empresário, natural do Vimeiro.

A exportação foi feita por via marítima, tendo como destino uma grande superfície comercial. “Ainda está tudo muito cru, mas foi feito para tudo correr bem e vamos aguardar o feedback da cadeia de distribuição para ver se conseguimos dar continuidade ao negócio”, acrescentou José Coito, que gere o negócio com o irmão, Rui Coito.

O mercado da Índia está aberto para exportação aos produtores de pera e maçã desde outubro do ano passado, tendo a Especial Frutas sido a primeira empresa nacional a exportar para este destino. Facto que, segundo a revista Fruta & Legumes, valeu a congrutalação do ministro da Agricultura à empresa do concelho de Alcobaça durante um jantar empresarial, que decorreu no âmbito da Fruit Logistica, em Berlim. Um estudo recente, divulgado no maior certame do setor, onde a Especial Frutas marcou presença, aponta para que, em 2030, a China, a Índia e a Indonésia representem 56% do consumo mundial de frutas e legumes.  

A Especial Frutas exporta 35% da sua produção para dois continentes, com mais incidência para países como o Brasil, Dubai, Arábia Saudita, Olmã, Panamá e Colômbia. “A previsão para o próximo ano é aumentar o volume de exportação em cerca de 10% com a conquista de novos mercados, que sejam estratégicos e onde haja menos concorrência”, nota José Coito.

Com esse crescimento, a empresa, que emprega 32 funcionários, prevê ainda aumentar a capacidade de frio para mais 25%, sendo que atualmente é de 5 mil toneladas. “Ainda é um projeto, mas a breve prazo a intenção é avançar com a obra”, adianta o empresário. A Especial Frutas comercializa frutas (90%), especialmente peras e maçãs, e hortícolas (10%), sendo uma das maiores empresas dos concelhos de Alcobaça e Nazaré.