Samarra II ganha prémio de melhor café do País

A Samarra II conquistou o prémio de melhor café com o Cafés Ytuano no Domus Taste Award Futurete 2016, concurso organizado pela Domus e pela Futurete, que decorreu na passada quinta-feira. 

“Foi uma surpresa total quando ouvimos o nosso nome“, afirmou António Carneiro, que gere o negócio com o tio António Varela. “Sem qualquer pretensão e expetativa”, os representantes da empresa de torrefação, sediada em Alcobaça, pensaram até em recusar o convite em participar no concurso, “porque não faria sentido uma micro-empresa concorrer com algumas das mais reconhecidas marcas de café presentes no mercado”. 

Mas a prova cega, realizada pelo estilista João Rôlo, pelo empresário beneditense Marco Galinha, também administrador da Futurete (empresa sediada em Turquel), pelo presidente da Liga dos Chineses Y Ping Chow e um membro da Associação Comercial de Café, valeu à Samarra II o prémio máximo do concurso. “É, acima de tudo, um reconhecimento da nossa qualidade e a prova de que o nosso produto é diferenciado e tem um sabor exclusivo“, sublinhou o empresário ao REGIÃO DE CISTER, acrescentando que “o prémio só vem motivar ainda mais o trabalho da empresa”. A empresa tem mais de 60 clientes do canal Horeca no distrito de Lisboa e cerca 30 distribuidores com marcas próprias no resto do país.  

Fundada em 1992, a empresa mantém a tradição em torrefação de café com a produção de marcas próprias e para terceiros. “Pautamos o nosso trabalho pela melhor seleção do produto e pelo processo artesanal na torrefação do café“, frisou António Carneiro.

O concurso tinha como objetivo promover a nível nacional e internacional o café português, desafiando os torrefatores portugueses a concorrer. A Samarra II concorreu com a Tenco Cafés, a Bogani (NewCoffee) , a Flor de Café, a Tropical Cafés e a Luso Coffee Roasters.