Mostra de Doces Conventuais traz de volta o Pão de Ló de Coz

O Pão de Ló do Mosteiro de Coz é uma das principais novidades da 19.ª edição da Mostra Internacional de Doces & Licores Conventuais, que decorre no Mosteiro de Alcobaça entre 23 e 26 de novembro.

A recriação da receita tradicional foi anunciada, esta segunda-feira, durante a apresentação do certame que se espera que traga "entre 30 a 50 mil visitantes" à cidade.

A reinvenção do Pão de Ló do Mosteiro de Coz, que surgiu após "uma parceria entre a Casa do Pão de Ló de Alfeizerão e o projeto Coz’Art", revelou o presidente da Câmara de Alcobaça, será apresentada no primeiro dia de mostra. A partir daí, a nova iguaria conventual do concelho vai ser comercializada no Centro de Bem Estar Social de Coz, na antiga Adega das Monjas e na Casa de Pão de Ló de Alfeizerão.

Outra das novidades da edição deste ano da mostra é a possibilidade de o Rossio receber uma pista de "gelo sintético, ambientalmente sustentável" com cerca de 200 metros quadrados. A pista pode vir a ficar, segundo Paulo Inácio, na Ala Sul do Mosteiro de Alcobaça até 26 de dezembro.

A diretora do Mosteiro de Alcobaça garante que a Direção-Geral do Património Cultural "está totalmente empenhada e disponível para trabalhar com as várias entidades" envolvidas na organização da Mostra de Doces Conventuais. Para Ana Pagará, o certame configura um dos "momentos altos" do monumento no que toca ao número de visitantes.

A Mostra Internacional de Doces & Licores Conventuais vai receber cerca de quatro dezenas de expositores, com destaque para o regresso do Mosteiro de Santa Maria de Sobrado, um mosteiro espanhol cisterciense. O júri do concurso, composto pelos chefs Justa Nobre, Telmo Moutinho, Odete Silva e Ricardo Raimundo, pelo jornalista Amílcar Malhó, pelo investigador Nelson Félix e pelo empresário José de Oliveira Redondo, vai distinguir o "Melhor Doce", a "Melhor Compota" e o "Melhor Licor Conventual".