Projeto do regadio da Cela motiva sessão de esclarecimento

O projeto do regadio da Cela, ansiado há dezenas de anos, vai ser formalmente apresentado aos associados da Associação de Beneficiários da Cela na sessão pública “Desenvolvimento Agrícola do Perímetro de Regadio da Cela”, que terá lugar numa parcela do chamado Paul da Cela, a 1 de julho.

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, deverá estar presente na iniciativa.

O presidente da associação, Carlos Malhó, espera uma boa afluência de público para uma sessão que visa “mostrar o que vai mudar no perímetro” nos próximos anos. “O projeto será apresentado na ótica do utilizador”, completa Paulo Mateus, presidente da Assembleia Geral da associação.

Nos últimos tempos, a Associação de Beneficiários da Cela tem vindo a contar com um apoio mais direto da Câmara de Alcobaça, através da técnica Élia Pimenta, outro dos rostos da sessão pública de dia 1. Para aquela profissional, a “gestão da água tem de ser mais eficiente” no regadio da Cela, alertando para o facto de, nos dias que correm, a drenagem da água representar “custos elevados” para a associação, devido às ineficiências do sistema, que tem décadas de utilização.

A iniciativa “Desenvolvimento Agrícola do Perímetro de Regadio da Cela” conta com a participação de várias entidades responsáveis pela agricultura e o apoio das Câmaras de Alcobaça e da Nazaré. Está confirmada a presença de Elizete Jardim (Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo) e Pedro Teixeira (Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural).

Os temas em discussão vão desde a “Gestão Integrada da Rega na Otimização de Recursos” aos “Desafios na Gestão Sustentável do Perímetro de Rega da Cela”, sendo a iniciativa aberta ao público.