Sacrário da Igreja de Nossa Senhora da Conceição furtado

O sacrário da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Alcobaça, foi “furtado e vandalizado” na passada sexta-feira. O crime terá ocorrido entre as 11 e as 15 horas quando a igreja está aberta a visitas do público.

Durante a missa dominical, o padre Ricardo Cristóvão deu conta do sucedido, assumindo as “responsabilidades” do “sacrilégio”. A Igreja de Nossa Senhora da Conceição vai ficar fechada ao culto “por tempo indeterminado” até que o Cardeal de Lisboa, Manuel Clemente, visite o local de forma a “reabilitá-lo em termos religiosos”, explicou o pároco.

Segundo Antero Cerol, presidente da Irmandade de Nossa Senhora da Conceição a PSP de Alcobaça foi alertada para o sucedido e a Polícia Judiciária está a investigar o furto por se tratar de um local “do nosso património e de arte sacra”. O sacrário “não tinha muito valor monetário” e foi “arrancado com violência do altar”, explica Antero Cerol. “A situação mais grave é mesmo o sacrilégio daquilo que é mais sagrado para os católicos”, conclui.

Mário Barreiro, membro do Conselho Pastoral, defende que a comunidade católica de Alcobaça “está muito consternada” com o sacrilégio do “corpo e sangue de Jesus Cristo”. O crime é “uma situação gravíssima” que “está a magoar a comunidade”, conclui o responsável pelo Conselho Pastoral.