Sexta-feira, Julho 1, 2022
Sexta-feira, Julho 1, 2022

Maçã de Alcobaça duplica volume de exportações

Data:

Partilhar artigo:

As exportações de Maçã de Alcobaça duplicaram no ano passado, passando de 11% para 24% daquela fruta vendida ao mercado externo, de acordo com dados revelados ao REGIÃO DE CISTER pela Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça (APMA).

As exportações de Maçã de Alcobaça duplicaram no ano passado, passando de 11% para 24% daquela fruta vendida ao mercado externo, de acordo com dados revelados ao REGIÃO DE CISTER pela Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça (APMA).

“O valor de exportações dos nossos associados na última campanha é histórico“, refere Jorge Soares, presidente da APMA, adiantando que foram produzidas 50 mil toneladas de Maçã de Alcobaça, tendo sido vendidas no estrangeiro mais de 10 mil toneladas. Portugal alcançou, assim, um volume de exportações de aproximadamente 10 milhões de euros de Maçã de Alcobaça, o que representa um quarto do total de receitas obtidas pela produção do fruto com indicação geográfica protegida. 

Além de Inglaterra e Irlanda, que mantiveram o número de exportações de Maçã de Alcobaça, o Brasil e o Médio Oriente foram os mercados que mais cresceram além-fronteiras. “Os novos compradores foram resultado do profissionalismo das nossas empresas, que além de saberem vender bem o produto, também prestam um excelente serviço de qualidade“, sublinha o dirigente, para quem o embargo russo também foi preponderante na procura de novos mercados por parte dos associados da APMA.

A aceitação da Maçã de Alcobaça lá fora também se explica pela cor. “As nossas maçãs Gala, que é a variedade mais procurada pelos estrangeiros, além de um sabor único que o microclima do Oeste lhe proporciona, têm uma coloração única, muito apreciada pelos estrangeiros”, explica Jorge Soares.

O presidente da associação, que conta com 15 associados distribuídos por concelhos dos distritos de Leiria, Lisboa e Santarém, afirma que o acréscimo na campanha resulta ainda da instalação de novos pomares: “Para haver exportação é necessário ganhar dimensão de produção e estão a ser feitos grandes investimentos na região, nomeadamente na instalação de pomares da variedade gala, precisamente com a intenção de escoar o fruto no mercado externo“.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Futsal: Uma década de “ouro” coroada com o 25.º título

O Sporting revalidou o título nacional, no passado sábado, depois de vencer o Benfica (4-3) no terceiro jogo...

Vai uma “jogatana” de padel?

Pode parecer estranho, mas esta história sobre o padel começa a ser contada por um treinador de... futsal....

A leste, algo de novo: o despertar dos impérios

Gostaria de estar mais otimista. Porém, os últimos desenvolvimentos à volta da  Guerra na Ucrânia não me permitem...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!