Segunda-feira, Agosto 8, 2022
Segunda-feira, Agosto 8, 2022

Programa de defesa pessoal de Hugo Matos vai além fronteiras

Data:

Partilhar artigo:

Prova de que os homens não se medem aos palmos é Hugo Matos, que mede 1.63 metros de altura mas tem mais força do que muitos homens juntos. A resistência física do alcobacense culminou na criação do programa OSD (Operational Sapiens Defense), cujo objetivo é a defesa pessoal. 

Prova de que os homens não se medem aos palmos é Hugo Matos, que mede 1.63 metros de altura mas tem mais força do que muitos homens juntos. A resistência física do alcobacense culminou na criação do programa OSD (Operational Sapiens Defense), cujo objetivo é a defesa pessoal. 

Anos a fio de competição em desportos de combate deram-lhe títulos, a que até já perdeu a conta, know-how e respeito dos amantes da modalidade. Dirige há 24 anos uma academia com o seu nome, sediada em Alcobaça, e nas poucas horas que tinha vagas começou a preparar, juntamente com a mulher, Regina Piedade, o “programa de defesa pessoal urbana, adequado aos tipos de crimes atuais”, explica Hugo Matos. 

O programa já está a ser executado, tanto por donas de casa “que querem saber como se defender numa situação de perigo”, como pelos “melhores guarda-costas do mundo”, passando ainda pelos “militares que atuam em locais como Kosovo, Congo, Iraque e Afeganistão”.

Isto porque, a OSD “se divide em três linhas diferentes: civil, policial e militar, cada uma com trabalho diferenciado e ajustado a cada realidade”, sublinha o mestre.

Deste programa deriva a OSDIA (Operational Sapiens Defense International Association), nome que deu à sua academia quando se tornou associação, contando já com representantes no Brasil, Canadá, Bélgica, França e Alemanha. 

Neste momento só falta “registar e patentear a OSD, o logótipo da marca e o processo evolutivo do programa”, acrescenta o alcobacense. 
Em treinos intensivos, no máximo de dez dias, Hugo Matos deixa “os alunos” treinados para “controlar tumultos, exercer proteção pessoal eficazmente, ou autodefesa militarizada em milésimos de segundo”. 

Lá fora, passaram-lhe pelas mãos centenas de homens que combatem o narcotráfico industrial e forças militarizadas policiais das mais destacadas do mundo. A preparação tem de ser rigorosa, já que “a OSD só resulta se for muito letal, muito rápida e muito verdadeira”, enaltece.

O gosto pelos desportos de combate acompanha-o desde os 4 anos quando, pela primeira vez, viu um homem vestido com um “gui” (fato de karaté) de cinturão negro, recordando com nostalgia que “ficou apaixonado”. 

Hoje em dia, a paixão é a mesma, mas em dimensões desmedidas. 

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Cinco feridos após despiste de viatura que causou incêndio rural em Alfeizerão

Cinco pessoas ficaram feridas na sequência de um despiste de uma viatura, na tarde desta sexta-feira, na localidade...

Nazarena Raquel Libório eleita Best Face Teen Mundial 2022

Raquel Libório, natural da Nazaré, foi eleita Best Face Miss Teen Mundial 2022 A distinção da jovem nazarena, de...

Francesinhas à moda do Porto são a mais recente novidade na freguesia de Turquel

O café/snack-bar “Mira-Serra”, em Turquel, tem um novo “sabor”. Tudo porque, há três meses, o espaço, agora com...

Atelier do Doce remodela casa para criar projeto inovador

A “casa” do Atelier do Doce tem estado em obras. Com a ampliação para mais 1.500 metros quadrados,...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!