Terça-feira, Novembro 29, 2022
Terça-feira, Novembro 29, 2022

Sónia Conceição deixa PSD/Nazaré e muda-se para o Aliança

Data:

Partilhar artigo:

A valadense Sónia Carreira da Conceição desfiliou-se do PSD, renunciou ao mandato para que tinha sido eleita na Assembleia Municipal da Nazaré e vai mudar-se para o Aliança. 

A valadense Sónia Carreira da Conceição desfiliou-se do PSD, renunciou ao mandato para que tinha sido eleita na Assembleia Municipal da Nazaré e vai mudar-se para o Aliança. 

Torna-se, assim, na primeira figura política da região a assumir a rotura com o partido e a avançar para o novo projeto político de Pedro Santana Lopes.

Região de Cister - Assine Já!

“Desde há algum tempo que não me revejo na atuação da direção do PSD e também a nível local tinha divergências profundas com o rumo que o partido tomou”, começa por explicar a advogada, que nas últimas eleições internas no PSD apoiou Santana contra Rui Rio e resolveu agora dar por findo um ciclo de 20 anos de militância no partido.

“No PSD/Nazaré as pessoas não são ouvidas. Quando vamos para uma reunião da Comissão Política já houve outra reunião prévia e não me revejo neste modo de fazer política”, salienta Sónia Conceição, que encontra na Aliança “um novo espaço de intervenção pública”.

“Entendo que é preciso fazer política o ano inteiro e não apenas nas vésperas das eleições. No caso da Aliança esse é um dos aspetos que me motiva. Revejo-me na figura interventiva e combativa de Pedro Santana Lopes, nos ideais que o partido defende e acredito que podemos fazer a diferença”, sustenta.

Antiga n.º 2 da Junta de Valado dos Frades e ex-deputada municipal do PSD, Sónia Conceição quer uma intervenção local que seja consequente. “É possível fazer política ouvindo as pessoas. É a isso que nos propomos. Além disso, temos de mudar o paradigma e deixar de discutir pessoas, para discutir projetos. Na política não vale tudo. Ganhar eleições é importante, mas não a qualquer custo e no PSD/Nazaré foi isso que se tentou fazer nas últimas autárquicas, com os resultados que se conhecem”, frisa a causídica, revelando que não “aprovou” a junção do PSD aos grupos de independentes liderados por Alberto Madaíl e António Trindade, apesar de ter integrado a lista de Joaquim Pequicho, líder da Concelhia, à Assembleia Municipal.

“Tenho uma profunda admiração pelo Joaquim Pequicho, a quem devo a minha entrada na política, mas creio que ele está muito mal rodeado”, frisa Sónia Carreira da Conceição, que já tem um “grupo de pessoas” interessadas em aderir à Aliança no concelho, o que abre caminho à constituição de uma estrutura local do novo partido.

“Estamos numa fase embrionária, mas a vontade de trabalhar é grande e a adesão das pessoas descontentes com a política é crescente. Há pessoas muito válidas, mas que não estão motivadas para integrar os partidos”, conclui a apoiante de Santana Lopes.

AD Footer

Artigos Relacionados

Hélder Roque assume direção clínica das clínicas do Grupo H Saúde

Hélder Roque é o novo diretor clínico da Clínica das Olhalvas- Leiria, da Policlínica Central da Benedita e...

Orquestra Típica e Coral de Alcobaça voltou aos palcos três anos depois

Depois de cerca de três anos com a atividade suspensa, a Orquestra Típica e Coral de Alcobaça voltou...

Degustação de vinhos e sabores locais apreciada por 1 milhar de pessoas no Vimeiro

A “I Degustação de vinhos e sabores da terra”, evento promovido pelo Círculo de Arte, Cultura e Desporto...

Ana Pagará reconduzida como diretora do Mosteiro de Alcobaça

Ana Pagará foi reconduzida no cargo de diretora do Mosteiro de Alcobaça, para uma comissão de serviço de...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!