Terça-feira, Julho 5, 2022
Terça-feira, Julho 5, 2022

Alcobaça foi o concelho do Oeste que mais investiu em ambiente

Data:

Partilhar artigo:

Alcobaça foi o município do Oeste que mais investiu em ambiente em 2019, revelam os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística. No ano em análise, o concelho gastou 76 euros por habitante, valor bastante acima dos 44 euros, montante médio registado no conjunto dos municípios do Oeste.

Alcobaça foi o município do Oeste que mais investiu em ambiente em 2019, revelam os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística. No ano em análise, o concelho gastou 76 euros por habitante, valor bastante acima dos 44 euros, montante médio registado no conjunto dos municípios do Oeste.

A Nazaré, por seu lado, registou o valor mais baixo de todos, sendo que a Câmara gastou apenas 9 euros por habitante.

As boas práticas ambientais do município de Alcobaça vão muito além do programa Bandeira Azul, que todos os anos implica uma série de atividades de educação ambiental nas praias galardoadas.

Em novembro de 2020, Alcobaça participou na semana europeia de prevenção de resíduos, tendo distribuído sacos de pano em diversas padarias do concelho e sacos reutilizáveis a clientes de supermercados, no âmbito da campanha “Da loja ao lixo é apenas um passo!”.

“Com esta campanha pretende-se apelar à reutilização como princípio de poupança de recursos naturais, utilizando-se materiais mais duradouros e resistentes e contrariando a cultura do descartável”, explica fonte do pelouro do Ambiente na Câmara de Alcobaça.

Ainda em novembro, realizou-se o workshop “Cozinhar refeições com sobras de alimentos”, com o objetivo de ensinar às pessoas o que podem fazer com as sobras das refeições diárias.

A campanha de troca de papel usado por plantas, que acontece todos os anos desde há mais de uma década, o programa de compostagem caseira, o projeto Coastwatch Europe e os diversos concursos para adoção de boas práticas ambientais para escolas são outros dos exemplos que fazem de Alcobaça um município amigo do ambiente.

O município da Nazaré foi o primeiro a ser certificado com a norma de certificação ambiental internacional ISO 14001:2015, no âmbito da coordenação da manutenção com as partes interessadas da gestão da Praia da Nazaré. Já por duas vezes a Nazaré recebeu o galardão de município mais azul da zona de Lisboa e Vale do Tejo, lembra o vereador do Ambiente, que realça ainda o uso de monda térmica parar tratar ervas daninhas, em alternativa à utilização de herbicidas.

Em preparação está o prograna de Cidade Verde, que vai criar corredores verdes “que vai permitir aos polinizadores fazer o seu trabalho em segurança”, explica Orlando Rodrigues.

Em finais de 2019, a Nazaré recebeu a certificação de Município ECO XXI – galardão de excelência ambiental, mais um importante contributo na avaliação do desempenho da autarquia na promoção do desenvolvimento sustentável.

Já em outubro último, o município decidiu dar o exemplo e eliminou a utilização de garrafas de plástico das reuniões do executivo e da assembleia municipal. A medida visa reduzir a utilização do plástico e a produção de resíduos de plástico, ao mesmo tempo que promove o consumo da água da rede pública. 

Com grande parte do território inserido em área protegida, o concelho de Porto de Mós é, por força da natureza, um município voltado para a sustentabilidade ambiental. “Não posso deixar de dar nota dos trabalhos que se encontram em curso para a instalação da rede de turismo de natureza”, revela o vereador do Ambiente, que sublinha ainda o protocolo com a ASSIMAGRA para o desenvolvimento e implementação de um Plano Ambiental de Recuperação Paisagística em antigas pedreiras abandonadas.

De resto, Eduardo Amaral elenca uma série de boas práticas ambientais que o município tem vindo a adotar: campanhas de redução da produção de resíduos, recolha seletiva nas escolas de um plástico específico para reutilização no processo de fabrico, o aumento do número de ecopontos para recolha porta a porta na indústria e IPSS, a requalificação dos edifícios municipais apostando na eficiência energética e a aposta em procurar cumprir as metas europeias quanto ao aumento da recolha seletiva de resíduos, que cresceu 10% no último ano.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Colisão entre motociclo e veículo ligeiro provoca um morto na Nazaré

Um homem, de nacionalidade inglesa, morreu esta segunda-feira na Nazaré, na sequência de uma colisão entre um motociclo...

Uma “tasca” em alta rotação movida a gasolina e… caracol

Costuma dizer-se que quem anda à velocidade do caracol não chega propriamente rápido ao destino. Mas, por paradoxal...

Jovem detido por furto a residência em São Martinho do Porto

Um jovem de 25 anos foi detido, no dia 29 de junho, por furto em interior de residência...

Duas empresas de Alcobaça distinguidas como “Gazela 2021”

A construtora A.B. Inácio, LDA, sediada na Benedita, e a fabricante HC - Caixilharia LDA, localizada na Cela...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!