Terça-feira, Julho 5, 2022
Terça-feira, Julho 5, 2022

Pelouro da felicidade

Data:

Partilhar artigo:

Para começar: nesta coluna não quero dizer mal de Alcobaça, mas, sem dúvida, que a nossa cidade seja cada vez melhor.

Adiante, penso que nos equivocamos quando conjugamos o verbo “ser feliz”. Ninguém é completamente feliz.

Por isso, devemos sempre ter o cuidado de não usar o verbo ser, mas o verbo estar. Estar feliz está ao nosso alcance. Ser feliz…nem por isso. E o que nos faz feliz? Ninguém sabe. É por tentativa e erro.

Exemplo: não subir aquela rua, depois da entrada de artistas do Cine-teatro, ouvi o som de uma orquestra a afinar. Não pude ir à noite ver o espetáculo, mas, estive feliz durante aquele minuto que fiquei ali parado a ouvir o prelúdio da melodia: a afinação. Esta semana, também estaremos felizes a ouvir conversas entre escritores, a ler livros, a ver concertos, a ouvir histórias, enfim, a acumular memória para aqueles dias de chuva cá dentro, quando não conseguimos nem estar, nem ser felizes.

A acabar: uma pergunta que anda na boca de muita gente nas redes sociais, bem, não é mesma uma pergunta, só uma má insinuação: para que serve a arte, a cultura, o intangível, as cordas de um violoncelo, as palavras de um escritor, as notas de um professor? Para que servem as festas, os encontros, os festivais, os recitais, os clubes? Para que serve a comoção, o arrepio, o deslumbramento, o conhecer, o encontrar?

Para ajudar a conjugar o verbo certo (estar feliz) e para nos poupar ao inverno nuclear que é a política e a economia com que agora tudo medimos, com que agora tudo poluímos.

A nossa legitima defesa é tão e somente estarmos felizes, nem que seja num minuto, na rua, a ouvir um violino a afinar.

AD Footer
Artigo anteriorALCOA + BAÇA
Próximo artigoTerra de Paixão
spot_img

Artigos Relacionados

Colisão entre motociclo e veículo ligeiro provoca um morto na Nazaré

Um homem, de nacionalidade inglesa, morreu esta segunda-feira na Nazaré, na sequência de uma colisão entre um motociclo...

Uma “tasca” em alta rotação movida a gasolina e… caracol

Costuma dizer-se que quem anda à velocidade do caracol não chega propriamente rápido ao destino. Mas, por paradoxal...

Jovem detido por furto a residência em São Martinho do Porto

Um jovem de 25 anos foi detido, no dia 29 de junho, por furto em interior de residência...

Duas empresas de Alcobaça distinguidas como “Gazela 2021”

A construtora A.B. Inácio, LDA, sediada na Benedita, e a fabricante HC - Caixilharia LDA, localizada na Cela...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!