Terça-feira, Dezembro 6, 2022
Terça-feira, Dezembro 6, 2022

Churky entre os compositores do Festival da Canção 2023

Data:

Partilhar artigo:

Depois de ter levado a música “Mal Menor (Ninguém Me Guia À Razão)”, interpretada por José Freitas, em 2015, Churky está de regresso ao Festival da Canção em 2023. O alcobacense é um dos compositores convidados da RTP a participar na 57.ª edição que se vai realizar nos meses de fevereiro e março.

Este conteúdo é apenas para assinantes

Por favor, assine ou entre na sua conta para desbloquear este conteúdo.

“Este convite deixa-me muito feliz, não só pela promoção do meu trabalho para um País inteiro, mas também pelo que o próprio festival significa para mim”, sublinha o músico, em declarações ao REGIÃO DE CISTER. “É uma honra e uma sorte fazer parte deste quadro”, acrescenta.

O vencedor da 5.ª edição do concurso EDP Live Bands Portugal vai juntar-se aos artistas André Henriques (vocalista dos Linda Martini), April Ivy, Bandua, Bárbara Tinoco, Churky, Cláudia Pascoal, Dapunksportif, Ivandro, Jacinta, Neon Soho, Quim Albergaria (um dos bateristas dos PAUS), SAL, Teresinha Landeiro, The Happy Mess e You Can’t Win, Charlie Brown, que também receberam o convite para comporem as suas canções na próxima edição do festival. Já os cinco compositores escolhidos através de concurso foram Edmundo Inácio, Inês Apenas, Mimicat, Moyah e Voodoo Marmalade.

O tema vencedor vai representar Portugal no 67.º Festival Eurovisão da Canção, que vai decorrer em Liverpool, no Reino Unido, em maio. As duas semifinais estão agendadas para os dias 9 e 11 e a grande final para o dia 13.

Região de Cister - Assine já!

Churky não foi o primeiro artista da região a destacar-se no concurso organizado pela RTP 1. Também em 2015, Teresa Radamanto interpretou “Um Fado em Viena”, do autor Jorge Mangorrinha, tendo conquistado o 2.º lugar do pódio, naquela que foi a sua terceira participação no festival. Em 1998, a nazarena cantou “Só o Mar Ficou”, de Nuno Gomes dos Santos, e, em 2007, “Ai de Quem Nunca Cantou”, de João Baião, tendo também alcançado o 2.º lugar com as interpretações.

Mais recentemente, em 2017, a música “Nova Glória”, de Nuno Gonçalves, dos The Gift, cantada pelos contratenores Luís Peças e João Paulo Ferreira e pela cantora Kika Cardoso, conquistou a maioria dos votos dos portugueses, mas não conseguiu convencer os jurados e alcançou o 2.º lugar. Nessa edição, o grande vencedor foi Salvador Sobral, que acabou por vencer a Eurovisão no mesmo ano.

 

 

 

 

 

 

AD Footer

Artigos Relacionados

APFCAN reflorestou 200 hectares desde grande incêndio de 2017

A reflorestação da área florestal que se estende até ao mar nos concelhos de Alcobaça e Nazaré é...

Alunos da Escola D. Pedro I em projeto “Music and Sports” na Turquia

Ângelo Antanoa (9.ºC), Gonçalo Domingues (9.ºB), Simão Dias (9.ºC) e Simão Fernandes (9.ºA) foram os alunos da Escola...

Concerto de Toy levou um milhar de pessoas ao pavilhão dos Bombeiros da Benedita

O pavilhão dos Bombeiros da Benedita engalanou-se, na noite da passada sexta-feira, para receber o concerto de Toy....

HC Turquel aplica goleada e reafirma candidatura à subida de divisão

O HC Turquel goleou na receção ao HC Sintra (6-2), no passado sábado, e reafirmou a sua candidatura...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!