Sexta-feira, Julho 12, 2024
Sexta-feira, Julho 12, 2024

Cistermúsica: melhor festival nacional

Data:

Partilhar artigo:

A vitória do Festival de Música de Alcobaça / Cistermúsica 2023 como melhor festival nacional nos Iberian Festival Awards é uma distinção não só relevante ao nível da cena musical ibérica, mas também um exemplo maior da criatividade alcobacense.

Relevante ao nível da música pois, sendo o único festival de música erudita entre os premiados, o Cistermúsica demonstrou que, tal como os festivais mainstream, é possível conquistar notoriedade e público. Aliás, precisamente por ter resultado da votação do público, este prémio reflete o carinho que o festival granjeia, desde há muito, junto da sua audiência.

Não por acaso, o mote do Cistermúsica é “Um clássico para todos”, determinados que estamos em aproximar a música erudita a audiências cada vez mais diversificadas, envolver a comunidade local e despertar o interesse dos jovens para as artes.

Região de Cister - Assine Já!

Exemplo maior da criatividade alcobacense, pois resulta de um trabalho consolidado ao longo de mais de 20 anos realizado por uma equipa que, ano após ano, pugna para elevar este festival e, por maioria de razão, toda a região a um patamar de excelência como destino turístico e cultural.

Surgido em 1992 por iniciativa do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal, o festival procurava colmatar a carência de programação cultural no concelho, fomentar a fruição do Mosteiro (classificado em 1989 pela UNESCO) fazendo um aproveitamento do fluxo turístico, e acompanhar o crescente interesse local na áreas da música e dança.

Foi em 2002 que a Banda de Alcobaça herdou a organização do festival e ambicionou fazer crescer qualitativa e quantitativamente o Cistermúsica, sem comprometer a sua identidade assente no património.
A oferta cultural acessível, de excelência e com coerência programática ao nível da música erudita, bem como a aposta no desenvolvimento de novos públicos promovendo grandes produções que navegam para lá da música clássica e incluem jazz, músicas do mundo e dança contemporânea, foram alguns dos trilhos para este crescimento.

Com os anos, evoluímos de um festival de cinco dias para o maior festival de música clássica nacional e, daqui, para uma temporada anual que proporciona agora outros ciclos, o Cistermúsica Sacra (Páscoa) e o Fronteiras (outono), sem deixar de manter o festival, no verão, como o seu ponto alto de programação.
Vinte e dois anos depois, podemos dizer que a missão foi amplamente cumprida, pois consolidámos o evento e afirmámos o Cistermúsica como uma marca ímpar no panorama da música erudita no contexto ibérico e no plano internacional.

Este prémio vem agora coroar e consagrar todo este percurso e deve ser motivo de orgulho para todos os que valorizam o desenvolvimento do território através de projetos culturais e criativos.

AD Footer
Artigo anterior
Próximo artigo

Artigos Relacionados

O Caminho da mudança

por vezes, pode parecer impossível mudar; mas isso acontece unicamente até “ser feito Teresa Radamanto Este mês apraz-me discutir a...

Obras de arte em pedra evocam Salgueiro Maia

As instalações da MVC – Portuguese Limestones serviram de palco a uma sentida homenagem a Salgueiro Maia, na...

Futebo de praia: Sótão goleia e mantém registo 100% vitorioso na elite

É certo que já tem presença confirmada, pelo segundo ano consecutivo, na fase decisiva da Divisão de Elite....

Futebol: U. Turquel volta às competições seniores da AF Leiria 14 anos depois

Em 2010, jogava-se num pelado em Turquel, e as infraestruturas não eram o que são hoje. A formação...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!