Quarta-feira, Maio 29, 2024
Quarta-feira, Maio 29, 2024

Bombeiros do Juncal rejeitam verba anual de 33 mil euros da Câmara de Porto de Mós

Data:

Partilhar artigo:

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Juncal recusou-se a assinar o protocolo de colaboração com o Município de Porto de Mós relativo ao subsídio de 33 mil euros por considerar este valor “insuficiente” para fazer face às despesas anuais da coletividade.

“Esta quantia é insignificante e insustentável para a nossa associação que correrá o risco de deixar de prestar socorro à sua comunidade”, lamenta o presidente da Direção, em declarações ao REGIÃO DE CISTER.

“Pretendemos a revisão do valor que não é tão baixo desde 2017”, acrescenta Carlos Rosário, referindo que só de despesas fixas com gasóleo e eletricidade, a associação gasta mensalmente cerca de 15 mil euros por mês.

Região de Cister - Assine já!

O presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros do Juncal há cerca de 20 anos diz ainda não concordar com os critérios definidos pela autarquia para a atribuição da verba e defende a criação de um apoio “mínimo” para garantir a sustentabilidade da coletividade que conta atualmente com 50 voluntários e que tem a seu cargo 22 viaturas. “Quem tem o dever de garantir o socorro é o estado”, sublinha Carlos Rosário. Na última reunião pública do executivo municipal, o vice-presidente da Câmara de Porto de Mós, Eduardo Amaral, explicou que o valor das verbas atribuídas às corporações de bombeiros do concelho são calculadas com base em critérios objetivos, como as ocorrências, o número de operacionais e de viaturas, assim como a população servida nas áreas de abrangência.

AD Footer

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Primeira Página

Artigos Relacionados

Alcobaça tem quatro farmácias que apoiam famílias em situação de carência

Quatro farmácias do concelho de Alcobaça integram o Programa abem: Rede Solidária do Medicamento, da Associação Dignitude, que...

Tradições ribeirinhas recriadas para dar mais vida à Cela Velha

A vida na Cela Velha não é propriamente um corrupio, mas, uma vez por ano, e há 36...

Praias de Água de Madeiros, Légua, Pedra do Ouro e Salgado mantêm selo Zero Poluição

A Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável divulgou, na passada semana, a lista de praias classificadas como Zero...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!