Quarta-feira, Julho 24, 2024
Quarta-feira, Julho 24, 2024

Requiem por Camões, Calcanhotto e a Cantata de Joly no Cistermúsica

Data:

Partilhar artigo:

Depois de uma abertura em grande, na passada sexta-feira, na Nave Central do Mosteiro, com a presença de meio milhar de espetadores, a 32.ª edição do Cistermúsica – Festival de Música de Alcobaça prossegue com grandes produções, entre as quais a Cantata de Joly, a cantora Adriana Calcanhotto e o Requiem por Camões.

A célebre cantora brasileira, que protagoniza um dos destaques da programação Outros Mundos, vai apresentar o álbum que dá nome à digressão no Claustro do Rachadouro no Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel, no próximo sábado, às 22 horas. O concerto tem a particularidade de ser a única oportunidade para ver a “Tour Errante” em Portugal, fora da Grande Lisboa, durante este verão.

Para o dia seguinte, às 21:30 horas, está agendada uma grande produção na Cerca do Mosteiro, com 140 elementos em palco. Depois de estrear no Centro Cultural de Belém, a segunda récita da “Cantata” será apresentada em Alcobaça. Com composição de Joly Braga Santos e libreto da autoria de Natália Correia e David Mourão Ferreira, a cantata cénica nasceu em 1971 para ser estreada na 1.ª edição do Festival Vilar de Mouros, por um tenor… alcobacense, Fernando Serafim. Pensada para banda sinfónica, grande coro sinfónico, cinco solistas cantores e seis declamadores, a produção inclui agora elementos da Banda Sinfónica da Polícia de Segurança Pública, do Coro Sinfónico Lisboa Cantat, um corpo de bailarinos da Escola artística de Dança do conservatório Nacional e um elenco que conta com reconhecidos intérpretes como Leonor Seixas e José Raposo.

Região de Cister - Assine já!

Na programação principal, destaque ainda para a música barroca, que volta a ouvir-se na Sacristia Manuelina do Mosteiro de Alcobaça, com o programa Sonatas Ibéricas do Séc. XVIII, pelo Ensemble Atena. O espetáculo decorre já hoje, às 21:30 horas.

Também o Mosteiro de Coz vai acolher, no próximo domingo, às 18 horas, o Grupo Vocal Olisipo para celebrar os 500 anos do nascimento de Camões, num programa de entrada livre que cruza canto com poesia. Ainda no próximo sábado, às 18 horas, o trio do reconhecido saxofonista João Cabrita abre o “Jazz no Bosque”, uma programação de entrada livre e que tem lugar todos os sábados deste mês.

O festival vai sair de Alcobaça na próxima quarta-feira para levar o Coro do Orfeão de Leiria até à Igreja Paroquial da Benedita e o programa Change – Temas da Revolução, pela violinista Elsa Lacerda e pelo pianista Nathanaël Gouin, até ao Centro de Diálogo Intercultural de Leiria – Igreja da Misericórdia.

Ambos os concertos são às 21:30 horas e de entrada livre.

A atuação da Orquestra Metropolitana de Lisboa prevista para o passado sábado na Cerca do Mosteiro, teve de ser adiada devido às condições meteorológicas adversas, sendo reagendada para data a anunciar.

AD Footer

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Município da Nazaré vence projeto nacional “O mar começa aqui”

O Município da Nazaré venceu o 1.º lugar nacional no projeto educativo "O mar começa aqui", promovido pela...

Hóquei: Turquelense José Filipe sagra-se campeão da Europa de sub-17

José Filipe (HC Turquel) sagrou-se, há instantes, campeão da Europa de sub-17 depois de Portugal golear a Espanha...

Teresa Coelho avança com candidatura à Federação Distrital de Leiria do PS

A nazarena Teresa Coelho é candidata a presidente da Federação Distrital de Leiria do Partido Socialista (PS) nas...

HC Turquel guarda o “9” por cinco anos em homenagem ao capitão

As chaves estão entregues e a camisola número 9 não será utilizada por nenhum jogador do HC Turquel...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!