Consumo de água da torneira incentivado na Nazaré com Águas Belas

Beber água da torneira com confiança e reduzir o uso de plástico são os grandes objetivos do projeto Águas Belas. A primeira utilização da água do município em copos e garrafas reutilizáveis, com o logótipo e imagem promocional das Águas Belas, será feita em espaços de reuniões da Câmara e Assembleia Municipal, mas a intenção é chegar às escolas, aos munícipes e aos turistas e visitantes do concelho.

“Tendo em conta que a água da rede apresenta excelentes níveis de qualidade, consideramos que deve ser efetivado o incentivo ao consumo deste tipo de água em detrimento de água engarrafada em plástico, portenciando, também o incentivo à utilização dos fontanários públicos, com regras e de forma sustentável”, lê-se na proposta, assinada pelos vereadores Salvador Formiga e Orlando Rodrigues e aprovada na última reunião de Câmara.

“Tendo em conta a importância do papel do município nas questões ambientais em termos de iniciativa e incentivo, nos seus próprios trabalhadores, às boas práticas ambientais, assim como à população, consideramos que se deve adotar uma política de poupança no que diz respeito à produção de resíduos de garrafas de água”, lê-se ainda na proposta do projeto, que prevê o aumento do incentivo ao consumo de água de rede.

O projeto inclui a instalação de dispensadores de água canalizada em edifícios públicos, a aquisição de copos e garrafas reutilizáveis, a elaboração de panfletos, cartazes e roll ups sobre as temáticas, a reabilitação de fontanários públicos, a realização de sessões de sensibilização sobre qualidade de água do torneira, utilização dos dispensadores e distribuição de garrafas.

A autarquia pretende implementar o projeto Águas Belas por fases, por questões de timings e financiamento e candidaturas. Numa primeira fase, serão adquiridos copos e garrafas para utilizar em espaços de reuniões, começando pelas reuniões do executivo e Assembleia Municipal, abolindo o uso de garrafas de plástico e utilizando copos e garrafas reutilizáveis e água da rede pública. Depois, a longo prazo, serão instalados dispensadores nos edifícios públicos. 

Está ainda planeado dotar as escolas de bebedouros com dispensadores, que permitem beber água e encher as garrafas. Numa fase seguinte serão reabilitados os fontanários públicos e, por último, serão disponibilizadas garrafas à população e será promovido o uso dos fontanários públicos. 
Fica por aprovar ainda o regulamento para utilização/proibição de garrafas de água em plástico e candidatar o projeto a financiamento. Para já, a Águas Belas será “servida” em copos e garrafas personalizadas em reuniões de Câmara e em sessões da Assembleia Municipal.