EDP investe 3,6 milhões em subestação em Alcobaça

Reduzir perdas e aumentar a fiabilidade do fornecimento de eletricidade é o objetivo que a EDP pretende atingir com a construção de uma nova subestação de 60/30 kV em Alcobaça.

Segundo dados da empresa, o investimento ronda os 3,6 milhões de euros e deverá estar concluído ainda este ano. O investimento surge depois de um incidente na subestação de 30/15 kV, o que obrigou a que a rede de média tensão (MT) alimentada em ilha por esta infraestrutura fosse desativada, passando os postos de transformação a ser abastecidos diretamente pela rede de 30 kV. Mas um estudo de fornecimento da rede recomendou a construção de uma nova subestação, para reduzir perdas e aumentar a fiabilidade.

Este é um dos projetos contemplados no Plano de Desenvolvimento e Investimento da Rede de Distribuição (PDIRD) para o período entre 2015 e 2019, aprovado pelo Governo após consulta pública e parecer favorável da Direção Geral de Energia e Geologia e da Entidade Reguladora do Setor Energético. Para o distrito de Leiria, o documento prevê dois outros investimentos: no Louriçal (Pombal), um projeto-piloto destinado a controlar o risco para as linhas de alta e de média tensão decorrente do derrube de árvores fora da faixa de proteção definida legalmente, e na Maceira, Leiria, a renovação do posto de seccionamento de alta tensão. 

O primeiro é um investimento de 1,8 milhões de euros e o segundo de 1,4 milhões. No distrito, serão assim investidos 6,8 milhões de euros nestes três projetos. O PDIRD prevê investimentos na ordem dos 517 milhões de euros a nível nacional, em quatro vetores considerados estratégicos: segurança da rede, qualidade de serviço técnico, eficiência da rede e eficiência operacional. Contempla a construção de 21 novas subestações e de cerca de 1200 quilómetros de rede de alta e média tensão, estando prevista a implementação de soluções inovadoras no âmbito do projeto de redes inteligentes InovGrid, explica a empresa.