Estreante Burinhosa surpreende na elite do futsal

Passadas sete jornadas da Liga Sport Zone de futsal já ninguém retira ao CCRD Burinhosa o estatuto de equipa-sensação da prova. 

A equipa de Kitó Ferreira divide o 4.º lugar da tabela com o Olivais e, jornada após jornada, tem sido capaz de dar grandes respostas dentro do terreno de jogo, surpreendendo, entre outros, o vice-campeão nacional Fundão e, até determinado momento do jogo, o próprio campeão Sporting. O treinador diz que a explicação para o grande arranque de época “é simples”.

“É resultado do trabalho dos anos anteriores, pois sempre disse que os melhores reforços eram o trabalho da época anterior. Este projeto leva já cinco épocas. Esteve sempre na nossa mente subir à 1.ª Divisão com um trabalho de sustentabilidade”, frisa Kitó Ferreira, que deixa, porém, um aviso à navegação: “Temos de ter muito cuidado, pois só vamos na 7.ª jornada e ainda nada ganhámos. Cada semana que passa é mais difícil para nós”.

 

 

Apesar de um calendário difícil, o Burinhosa tem obtido triunfos e assinado exibições categóricas, não sentindo, neste caso, as chamadas “dores” de crescimento, que muitas vezes afetam equipas que sobem de divisão. Mas haverá algum efeito-surpresa que explique os bons resultados? Kitó Ferreira diz que não.

“Os adversários conhecem-nos bem, o que tem vindo ao de cima é o trabalho realizado e principalmente a grande qualidade dos meus jogadores e a forma como eles tem abordado a semana de trabalho”, defende o técnico que conduziu o clube da aldeia do futsal da 3.ª Divisão até ao escalão principal e que, todas as semanas, olha com motivação para as bancadas cheias. “O apoio dos adeptos é importantíssimo. Por um lado, eles são o nosso 6.º jogador, por outro lembram-nos diariamente que para trabalhar nesta casa tem que se ganhar todos os dias”, refere o experiente técnico.

E nem mesmo os bons resultados fazem Kitó Ferreira desviar o discurso dos objetivos inicialmente propostos. Quando se fala no apuramento para o playoff, que garantiria automaticamente a manutenção entre os grandes do futsal nacional. “O objetivo está bem definido desde o dia 9 de agosto [data de início dos trabalhos de pré-época]. Estamos aqui para aprender, para conseguir cá ficar e se possível surpreender”. É certo que ainda falta muito campeonato, mas, pelo menos até agora, o grupo de trabalho está a cumprir o prometido.